Publicidade
Manaus Hoje
ROUBO

Detento e funcionário de filho do ‘Zé Roberto’ são presos por assaltar casa no Parque Dez

Durante a fuga, eles ainda roubaram um carro. Os dois também são suspeitos de participarem do latrocínio de um subtenente do Exército 11/04/2018 às 10:39 - Atualizado em 11/04/2018 às 11:10
Show 33be78b8 7862 4615 810a 26a8711ce699
Foto: Jander Robson
Larissa Golvin Manaus (AM)

Adriano Batista de Araújo, 24, conhecido como “Porocada”, e Luís Felipe de Souza Guimarães, 19, detento do semiaberto, foram presos pela Polícia Civil do Amazonas suspeitos de assaltarem uma residência no bairro Parque Dez, em Manaus, em fevereiro deste ano e, durante a fuga, ainda roubarem um veículo. Durante a prisão, Luís Felipe estava usando tornozeleira eletrônica.

Os dois foram capturados na manhã de ontem, terça-feira (10), na rua Castelo Branco, beco São Vicente, bairro Compensa, Zona Oeste. Segundo o delegado Rafael Allemand, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv), os policiais conseguiram identificar a localização deles e flagraram Luís dirigindo um veículo Cobalt, de cor branca e placa clonada, PHK-7588, sendo que a placa original seria PHI-2774.

O outro suspeito, Adriano, também estava dentro do carro e com ele foi encontrada uma pistola Taurus ponto 40 de uso restrito. O chassi do automóvel também estava adulterado e a documentação falsa. Conforme Allemand, o carro em questão ainda estava sendo usado para transportar pessoas do bairro da Compensa para o bairro do Mutirão numa guerra dentro de facções criminosas.

Latrocínio e FDN

Ainda segundo o delegado Rafael Allemand, há suspeita que os dois estejam envolvidos no latrocínio do subtenente do Exército Wladimir dos Santos Ladeira, ocorrido em 19 de março de 2017, no bairro da Compensa, e que Adriano trabalha para Luciano da Silva Barbosa, filho do narcotraficante José Roberto Fernandes Barbosa, o “Zé Roberto da Compensa”, um dos líderes da facção criminosa Família do Norte (FDN).

Os dois suspeitos foram autuados em flagrante por receptação, uso de documento falso e posse de arma de fogo de uso restrito. Ao término dos procedimentos legais na unidade policial, eles serão encaminhados para Audiência de Custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis.

Publicidade
Publicidade