Quarta-feira, 17 de Julho de 2019
ESTELIONATO

Presa dupla que aplicou golpe de R$ 10 mil ao se passar por funcionários da Sefaz

Uma das vítimas, um comerciante de 27 anos, recebeu proposta de dar R$ 25 mil para liberar carga de bebidas alcoólicas. Tudo não passava de uma farsa



Ok.jpg Foto: Junio Matos
06/06/2018 às 11:00

Dois homens que aplicaram um golpe de R$ 10 mil ao se passarem por funcionários da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz) foram presos em flagrante pela Polícia Civil do Amazonas nessa terça-feira (5), em Manaus, em via pública, no bairro Lagoa Verde, Zona Sul da capital. São eles o taxista Carlos Alcântara de Oliveira, 32, conhecido como “Bala”, e Otaide Castro da Silva, 32, o “Gustavo”.

Os dois, segundo a Polícia Civil, são suspeitos de estelionato. De acordo com o delegado Samir Freire, adjunto da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos (Derfd), as investigações iniciaram após a dupla cometer o golpe de R$ 10 mil na manhã dessa segunda-feira (4), onde Otaide se passou por servidor da Sefaz e dizia liberar de cargas com pagamento de propina. Tudo não passava de uma farsa.

Uma das vítimas, um comerciante de 27 anos, recebeu a proposta de que se pagasse R$ 25 mil teria uma carga de bebidas alcoólicas liberada na Sefaz com a ajuda de um dos comparsas de Otaide, conhecido apenas como “Orelhinha”. O suspeito, segundo o delegado Samir Freire, marcou um encontro com a vítima em frente à Sefaz, onde seria repassado um adiantamento de R$ 10 mil referente ao serviço.

Conforme Freire, no momento do crime, Otaide ainda fez uma “encenação”, saindo de dentro do prédio da Sefaz, no bairro São Francisco, Zona Sul, para fingir que realmente era funcionário no órgão. Depois que a vítima entregou a quantia em dinheiro, Otaide retornou e entrou no prédio, continuando a simulação. Após isso, Otaide e “Orelhinha” fugiram com a ajuda do taxista “Bala” e não deram mais notícias.

Quando o comerciante percebeu que se tratava de um golpe, fez a denúncia à Polícia Civil. O delegado Samir Freire não descarta a possibilidade de outras pessoas estarem envolvidas no crime e que mais vítimas tenham caído no golpe. O caso segue sendo investigado. Após diligências, os dois foram presos e o valor de R$ 5 mil da vítima foi recuperado. “Bala” e Otaide foram autuados em flagrante por estelionato e associação criminosa e passarão por audiência de custódia no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.