Publicidade
Manaus Hoje
crime

Em Coari (AM), carpinteiro é preso suspeito de estuprar a própria enteada durante 3 anos

Segundo o delegado do município Mauro Duarte, a vitima relatou que o padrasto a obrigava a manter relações sexuais e até a ameaçava de morte. No fim do mês passado, a menina chegou a fugir de casa. Foi quando uma vizinha denunciou o caso ao Conselho Tutelar. 04/07/2016 às 18:02
Show coari
Suspeito, cujo rosto foi borrado para preservar a imagem da vítima, segundo o Estatuto da Criança e Adolescente, foi denunciado na quinta-feira passada (foto: Divulgação)
Kelly Melo Manaus (AM)

Um carpinteiro de 36 anos, que vinha sendo investigado pelo crime de estupro de vulnerável, foi preso no município amazonense de Coari (distante 363 quilômetros de Manaus) na manhã desta segunda-feira (4).  

O delegado do município, Mauro Duarte, explicou que durante três anos o homem abusou sexualmente da própria enteada, que no início do crime tinha 12 anos (hoje está com 15). A denúncia chegou à Delegacia Interativa de Coari no último dia 30 de junho.

Segundo o delegado, a vitima relatou que o padrasto a obrigava a manter relações sexuais e até a ameaçava de morte. No fim do mês passado, a menina chegou a fugir de casa. Foi quando uma vizinha denunciou o caso ao Conselho Tutelar.

Assim que tomou conhecimento da denúncia, Mauro Duarte ouviu a vitima e representou pela prisão preventiva do suspeito. Ele foi preso na manhã desta segunda-feira, mas negou qualquer ato ilícito. O carpinteiro foi encaminhado ao presídio de Coari, onde ficará à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade