Sexta-feira, 15 de Janeiro de 2021
vítima de estupro

Em Parintins, manifestação pede 'Justiça por Ana Beatriz'

Ana Beatriz, de 5 anos, criança indígena do povo Sateré-Mawé foi raptada, estuprada e morta na última semana no município de Barreirinha



128398407_1357967457880919_1278466158340468481_n__1__723B7D2E-6EAC-40E5-9F78-2712E831E47B.jpg Foto: Liam Cavalcante
30/11/2020 às 16:22

Uma manifestação organizada pelo coletivo ‘Justiça por Ana Beatriz’ na tarde deste domingo (29) em Parintins, cidade onde uma criança indigena de 5 anos do povo Sateré-Mawé foi raptada, estuprada e morta na última semana.

A criança foi raptada na madrugada de segunda-feira (23), por volta das 4h30, enquanto dormia em uma rede, com a mãe em uma casa, na aldeia Nova Vida. Ela foi estuprada e enterrada em uma área de mata. Ao sentir falta da filha, a mãe iniciou buscas com ajuda de comunitários.



Após ser apreendido, o adolescente confessou a participação no crime e revelou onde estava o corpo. Ele alegou que estava drogado e bêbado. Por volta das 15h, Ana Beatriz foi encontrada com sinais de asfixia, marcas de violência no pescoço e na boca, além da vagina dilacerada.

O caso despertou a revolta em muitas pessoas por todo Brasil que tem prestado solidariedade à família e cobrado justiça para resolução do caso. Os suspeitos estão sendo investigados na 42ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Barreirinha (AM).

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.