Segunda-feira, 27 de Setembro de 2021
ZONA LESTE

Entregador atingido por linha de cerol morre em hospital de Manaus

Daniel da Silva Rodrigues, de 20 anos, deixa um filho de três meses. Polícia investiga o caso



0691_x_0444_20200310190719_TG0XZ_58AE65BB-1D2F-4CFE-B555-FDE9265DA87C.jpg Foto: Divulgação
04/08/2021 às 19:18

O entregador Daniel da Silva Rodrigues, 20, morreu na tarde desta quarta-feira (4), no Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, Zona Leste, devido a um corte no pescoço em um acidente com uma linha cerol na avenida Cosme Ferreira, no bairro Zumbi dos Palmares, Zona Leste de Manaus.

De acordo com o irmão da vítima, o universitário Gabriel Rodrigues, 25, Daniel morreu próximo de casa, quando estava a caminho do trabalho em uma motocicleta.. “Meu irmão trabalhava como entregador de farmácia e estava a caminho do trabalho”, disse o irmão.

Gabriel relatou que Daniel foi socorrido por um amigo e policiais militares da 9ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), que estavam fazendo um patrulhamento no local. 

“Eles que trouxeram meu irmão para o hospital. O corte no pescoço dele foi muito profundo. O Daniel tinha um filho de três meses, meu irmão também tinha uma deficiência e era uma pessoa muito boa”, afirmou Gabriel Rodrigues. 

Para a mãe de Daniel, Maria José da Silva Rodrigues, 54, o caso foi uma fatalidade. “Meu filho era estudioso, trabalhador, bom menino, um bom filho. Eu fiquei sabendo do acidente através de amigos que estavam em uma borracharia, que correram e nos avisaram”, frisou a mãe do jovem.

O corpo de Daniel foi encaminhado para o Instituto Médico Legal (IML), localizado na Cidade Nova, Zona Norte de Manaus. O caso será investigado pelo 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP), até o momento ninguém foi identificado neste crime.

Tristeza

Amigos e familiares estavam na tarde desta quarta-feira, no hospital e pronto-socorro João Lúcio chorando pela perda do jovem entregador. Ao saber da morte de Daniel familiares ficaram desesperados na unidade de saúde. A mãe de Daniel passou mal e recebeu os primeiros-socorros no local. 



Lei do Cerol

De acordo com a Secretaria de Segurança Pública do Estado do Amazonas (SSP-AM), em Manaus, existe a Lei 1.698/2015, que proíbe a venda e o uso do cerol (mistura de cola e vidro moído, linha chilena de óxido de alumínio e silício, ou de qualquer material cortante usado para soltar papagaios ou similares). No caso de Daniel, como faleceu o infrator responderá por homicídio culposo, quando não existe intenção ou não se queria o resultado de morte.




Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.