Sexta-feira, 17 de Janeiro de 2020
TRAGÉDIA

Família é alvejada durante ataque de “piratas” em Coari

O casal transportava o filho que estava com o braço quebrado para o hospital de Coari. Durante uma tempestade, os três foram surpreendidos por “piratas”, conhecidos como barrigas d’água. A mulher morreu e o esposa da vítima ficou ferido.



HPS_COARI_D2A31583-43ED-440D-890C-4D8410FD0E36.jpg Foto: Divulgação
12/12/2019 às 14:53

Maria Sandra Duarte dos Santos, 32, foi assassinada na madrugada desta quinta-feira (12) com um tiro no peito durante um ataque de “piratas” do Rio Solimões, conhecidos como barrigas d’água. Ela e o esposo estavam levando o filho, que havia quebrado o Braço, para ser atendido no hospital em Coari (distante 363 quilômetros em linha reta de Manaus).

De acordo com o comandante do 5º Batalhão da Polícia Militar em Coari (BPM), coronel Pedro Moreira, durante a noite de quarta-feira (11), a criança quebrou o braço e os pais o colocaram em uma embarcação para levar o menino até o hospital. Eles saíram da comunidade no Alto Lago do Mamiá, área rural do município de Coari e foram navegando pelo Rio Solimões.



Por volta das 3h de quinta-feira (12), uma tempestade atingiu a embarcação de pequeno porte. O esposo da vítima fatal estava conduzindo a embarcação e na tentativa de buscar em um igarapé próximo à comunidade do Paricatuba no Rio Solimões foram surpreendidos por piratas, conhecidos como barrigas d’águas.

Na ocasião o bando estava transportando drogas. Os piratas, quando viram a embarcação se aproximar, de dentro da mata, atiraram diversas vezes. O homem ainda tentou recuar com a embarcação, porém, a esposa dele foi atingida.

“Possivelmente ele tenha ido se abrigar próximo à um acampamento de piratas de rio e foi surpreendido”, disse o coronel. A mãe foi atingida com um tiro no peito e acabou morrendo. O pai levou um tiro no braço e outro na perna e a criança, como estava deitada, não foi atingida.

Mesmo debaixo de chuva, o homem, ferido por dois tiros, levou o corpo da esposa e o filho com o braço quebrado até a Comunidade Itapéua. Lá esperaram o dia amanhecer para continuar a viagem. Eles foram socorridos por populares que os ajudaram a chegar, por volta das 7h30, ao hospital em Coari.

O Coronel relatou que a Polícia Militar vai ao local para fazer buscas e para tentar prender os responsáveis pelo atentado.

News mark 33e2e16a 10de 400f 92c3 ec9d554e6edf
Repórter de A CRÍTICA

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.