Publicidade
Manaus Hoje
CRIME

Filho acusado de planejar morte do pai e da irmã em Coari é transferido para Manaus

O envolvimento dele no crime foi comprovado a partir do depoimento dos outros dois participantes do homicídio, João Oliveira da Silva, 26, e Kaysoney Pena da Silva, 21, o ‘Neyzinho’ 21/02/2017 às 11:25 - Atualizado em 21/02/2017 às 11:48
Show 5646546
(Foto: Jander Robson)
Dani Brito Manaus (AM)

Glauco Luiz Antony Barros, 29, o "Neto", chegou à Manaus na manhã desta terça-feira (21), transferido do Município de Coari. O rapaz é apontado com mandante do duplo homicídio que ocorreu na cidade na última quinta-feira (16), quando o pai dele, o dentista Francisco Ferreira Barros, 72, e a irmã dele, a estudante de medicina Glaucia Rayssa Antony Barros, 25, foram mortos dentro de casa.

Neto foi preso no último domingo (19) em cumprimento a mandado de prisão. O envolvimento dele no crime foi comprovado a partir do depoimento dos outros dois participantes do homicídio, João Oliveira da Silva, 26, e Kaysoney Pena da Silva, 21, o "Neyzinho".

De acordo com o delegado Juan Valério, da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), "Neto" já tinha brigado com o pai anteriormente por conta de um dinheiro proveniente da venda de uma casa.

“Ele queria que o dinheiro fosse dado para ele e o pai se negava, argumentando que iria dividir entre os filhos. A partir daí ele planejou a morte do dentista e como a irmã dele estava no local do crime, acabou também sendo morta", disse o delegado.

A transferência do suspeito foi feita para que a fosse mantida na cidade, uma vez que tanto a população de Coari, quanto os próprios detentos da cidade se mostraram revoltados com o fato.                       

Publicidade
Publicidade