Quinta-feira, 03 de Dezembro de 2020
OPERAÇÃO

Fiscalização apreende remédios e fecha drogarias irregulares em Manaus

Drogarias foram fechadas por infrações sanitárias e crimes fiscais



122572756_10224367977411562_3525189462698841646_o_6C6765C1-7892-4DC9-8926-D1F41A2B9D3A.jpg Foto: Altemar Alcântara
26/10/2020 às 17:22

Duas drogarias irregulares foram fechadas na manhã desta segunda-feira (26) em uma operação feita pelo Ministério Público do Amazonas (MP-AM) e a Vigilância Sanitária municipal (Visa Manaus) .

Em entrevista coletiva realizada na tarde desta segunda na sede do MP-AM, a fiscalização anunciou que o objetivo da operação foi coibir a circulação clandestina de medicamentos.



"Ha um problema decorrente de distribuicão irregular de medicamentos na cidade de Manaus, essa é uma das primeiras operações que iremos realizar frequentemente a partir de hoje." disse o Promotor de Justiça, Daniel Leite Brito.

As farmácias

A primeira farmácia interditada foi na Rua Dr. Galo Ibanês, 18, no bairro Tancredo Neves, e a segunda na Av. da Penetração II, 97, no Novo Aleixo, ambas foram interditadas por infrações sanitárias e crimes fiscais.

O estoque de remédios das duas farmacias foi apreendido e será encaminhado para o depósito do Departamento de Logística da Secretaria Municipal de Saúde (Semsa).

Segunda Luciana Don, fiscal de vigilância da Visa-Manaus, as farmácias ja tinham sido notificadas por irregularidades no que diz respeito ao descumprimento das normas de saúde.

"Essa não é a primeira vez que essas drogarias já foram notificadas pela fiscalização. Por várias vezes esses estabelecimentos romperam o lacre de interdição durante a pandemia e voltaram a funcionar sem autorização dos órgãos fiscalizadores", disse a fiscal.

Durante a ocorrência

A primeira farmacia tentou fechar o estabelecimento com a chegada da equipe de fiscalização, mas sem sucesso.

A segunda não abriu para atendimento nesta segunda-feira. Foi preciso os proprietários serem acionados para receber, no local, o mandado de busca e apreensão da equipe de fiscalização.

As irregularidades

Entre as principais diferenças sanitárias encontradas pela equipe de fiscalização estavam indícios de aplicação de injetáveis por pessoas sem a devida capacitação, ambientes com condições sanitárias não higienizadas, produtos farmacêuticos vencidos, danificados e sem registro da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa).

Medicamentos

Também foram observados venda irregular de medicamentos de controle especial, venda de antibióticos sem receita, falta de um profissional farmacêutico e medicamentos armazenados de forma irregular.

Entre os principais medicamentos encontrados vendidos de forma irregular foi o Azitromicina, Ivermectina e Viagra.

"São medicamentos muito procurados nos últimos sendo os dois primeiros de automedicação em relação ao tratamento da Covid-19." disse Luciana, fiscal de saúde da Visa-Manaus.

As fiscalizações nas demais drogarias mapeadas serão feitas ao longo dos próximos meses e em 2021 segundo o conselho.

Últimas fiscalizações

Segundo a Visa-Manaus, de julho de 2018 a agosto de 2019, os estabelecimentos sem licença sanitária e de outras irregularidades caiu de 196 para 120. No período, 52 estabelecimentos foram interditados por oferecer risco iminente à saúde.

News arquipo goes 2c317e75 17b0 4df4 8ca8 d44839069971
Repórter do acritica.com
Jornalista formado pelo Centro Universitário do Norte (Uninorte), natural do município de Coari-AM

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.