Publicidade
Manaus Hoje
POLÍCIA

Foragido após estuprar jovem de 14 anos é recapturado pela polícia em Manaus

Homem foi até delegacia denunciar suposta agressão, e após verificar dados, polícia constatou que ele havia sido condenado em 2016 28/06/2018 às 16:40
Show preso
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Foragido da Justiça por estupro, o motorista Joelcio Palheta Freitas, de 45 anos, foi preso na noite dessa quarta-feira (27). Ele havia sido condenado e estava solto desde o ano de 2016. Joelcio foi preso após a polícia consultar os dados e verificar que ele havia sido condenado pelo crime.

De acordo com o delegado titular do 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP) Cícero Túlio, Joelcio, que a princípio dizia ser vítima de agressões, iniciou desordem na unidade policial e acabou contido por policiais civis do plantão.

Durante consulta aos dados da Delegacia Especializada em Capturas e Polinter (DECP), foi verificado que Joelcio havia sido condenado pela Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes a oito anos de prisão pelo crime de estupro de vulnerável, sendo considerado foragido da Justiça desde o ano de 2016.

Conforme a autoridade policial, o processo corre em segredo de Justiça pelo fato da vítima na época ter idade inferior a 14 anos e por se tratar de crime sexual. O mandado de prisão foi expedido pela juíza Patrícia Chacon, da Vara Especializada em Crimes contra a Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes.

“É muito comum vermos pessoas condenadas ou criminosos com mandados de prisão vigentes indo a unidades policiais, talvez por imaginar que não terão seus registros policiais consultados, mas nós, como autoridades policiais, estamos atentas e diligentes quanto a esses casos, prendendo e encaminhando esses infratores ao sistema penitenciário”, ressaltou Cícero Túlio.

Após os procedimentos cabíveis na unidade policial, ele será levado à Central de Recebimento e Triagem (CRT) do Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), no km 8 da rodovia federal BR-174, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade