Publicidade
Manaus Hoje
VULNERÁVEL

Foragido da justiça é preso suspeito de estuprar vizinha de 4 anos em Manaus

O homem pediu que a criança colocasse o órgão sexual dele na boca. O suspeito já tinha sido preso e condenado por outro caso de estupro na capital 17/09/2018 às 11:17
Show homem estupro de vulner vel 037b15d5 8589 4d12 966f e91545a16214
Durante apresentação, o homem disse que só falaria do crime perante o juiz (Foto: Jander Robson)
Larissa Golvin Manaus (AM)

O vendedor de chips e foragido do sistema penitenciário, Cristivaldo Alves Tavares, 39, foi preso no último sábado (15) suspeito de estuprar uma menina de 4 anos em Manaus. O mandado de prisão contra o homem foi cumprido em uma feira na avenida Autaz Mirim, bairro Tancredo Neves, na Zona Norte de Manaus. O suspeito já tinha sido preso e condenado por outro caso de estupro. 

O titular do 14º Distrito Integrado de Polícia (DIP), delegado Cristiano Castilho, contou que o suspeito era vizinho da vítima, por isso teria ganhado a confiança dos pais e da própria criança. No dia do crime, o homem estuprou a menina, pedindo que vítima colocasse o órgão sexual dele na boca. A vítima relatou que obedeceu, mas começou a chorar logo em seguida. O homem ameaçou de agredir a criança, caso ela contasse para algúem o que tinha acontecido.

A denúncia do caso para a polícia foi feita após a mãe da criança perceber comportamentos diferentes na menina de quatro anos. Depois de muitas conversas a vítima contou o que aconteceu e os familiares procuraram a unidade policial para realizar os procedimentos.

A polícia foi atrás do suspeito no local do crime, mas ele já tinha fugido da residência. A Polícia Civil iniciou as investigações e prendeu o homem no último sábado. Durante apresentação nesta segunda-feira (17), o homem disse que só vai se pronunciar sobre o crime perante o juiz.

Foragido

No 14º DIP, foi constatado que Cristivaldo já tinha sido preso e condenado pelo mesmo crime. Ele estava em regime semiaberto desde 2014, mas em uma das saídas acabou não retornado para o local e começou a ser considerado como foragido. 

O caso foi encaminhado para a Delegacia Especializada em Proteção a Criança e ao Adolescente (Depca). A menina fará acompanhamentos psicológicos. O suspeito foi indiciado por estupro de vulnerável e será levado para o Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM), onde ficará à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade