Publicidade
Manaus Hoje
CALOTE

Garoto de programa e cliente vão parar na delegacia após divergência em Manaus

O profissional do sexo relatou que deveria receber R$150 mas o cliente se recusou a pagar o valor combinado 16/10/2017 às 12:38
Show 000
Boletim de ocorrência do caso foi registrado no 1º DIP e envolvidos foram liberados (Foto: Dani Brito)
Dani Brito Manaus (AM)

Após se conhecerem por meio de um aplicativo de relacionamentos voltado ao público homossexual, um garoto de programa de 27 anos e o cliente dele, um universitário de 19 anos, compareceram no 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP) para notificarem uma “divergência” entre eles, ocorrida durante um programa sexual. O fato ocorreu na manhã de ontem, na avenida Lourenço da Silva Braga, Centro da cidade.

De acordo com o garoto de programa, o cliente entrou em contato com ele por meio do aplicativo e em seguida, marcou o encontro.

“Ele viu meu anúncio e se interessou pelos meus serviços. Nos encontramos no Educandos e de lá fomos ao Centro no carro dele, um Nissan Versa de cor branca. Lá nós transamos e depois, ele foi me deixar no local onde havia me pego. Ao chegarmos lá, eu cobrei o meu dinheiro e ele então disse que não me pagaria”, relatou. Ainda segundo o rapaz, o dinheiro que deveria receber pelo programa era no valor de R$ 150.

Na delegacia, o universitário relatou que não chegou a ter relação sexual com o garoto de programa, e por isso não iria pagar. Ele ainda afirmou que o rapaz teria ficado revoltado por não receber e ameaçado pegar algum objeto de valor para ressarcir o prejuízo.

No momento que estavam discutindo sobre o pagamento, uma viatura da Polícia Militar passou pelo local, ocasião em que a guarnição foi chamada pelo “cliente” do garoto de programa. Ambos foram levados ao 1º DIP e foram ouvidos, no entanto, como não houve crime, após o registro do Boletim de Ocorrência (BO), os dois rapazes foram liberados. Eles foram orientados a procurarem a justiça Cível para requerer os seus respectivos direitos.

Publicidade
Publicidade