Publicidade
Manaus Hoje
Violência

Guerra do tráfico deixa mais um morto nesta quarta-feira, em Manacapuru

O crime aconteceu em menos de 24h, após o traficante conhecido como "Diego Olhão" ter sido assassinado 12/10/2016 às 20:57
Show moto033
Anderson Naúna Pedroza Feitoza, 27, era "segurança" de "Joaninha", irmão do traficante "Diego Olhão". (Divulgação)
Kelly Melo Manaus (AM)

Em menos de 24h, uma segunda pessoa foi assassinada a tiros no município de Manacapuru (distante  88 quilômetros de Manaus), na tarde desta quarta-feira, 12. A vítima foi identificada como Anderson Naúna Pedroza Feitoza, 27, que seria uma espécie de “segurança” do traficante Jhonatas Bandeira, o  “Joaninha”, que é irmão de Diego Maradona Bandeira de Souza, o “Diego Olhão”, 27, morto na noite de terça-feira.  O crime aconteceu no bairro liberdade.

De acordo com moradores do bairro, Anderson estava em uma motocicleta “escoltando” o carro de Joaninha, quando homens suspeitos em outro veículo começaram a atirar. A suspeita era de que o alvo seria Joaninha, mas os tiros acabaram acertando Anderson.

Além dele, a filha de Joaninha, Jeniffer Cristina Santos Bandeira, de apenas dois anos, e um primo dele, Fabrício Bandeira, 25, também foram baleados. As vítimas estavam no carro que era escoltado por Anderson. As vítimas foram levadas para o hospital Lázaro Reis e o quadro mais grave é da criança que foi ferida no abdômen. O  Fabrício foi baleado no peito.

O caso chamou a atenção de moradores e da polícia porque após a morte de Diego Olhão, vários áudios de supostos traficantes ligados a Olhão e Joaninha prometem “fazer justiça com as próprias mãos” contra traficantes de facções rivais.

Na cidade, o clima de tensão tomou conta dos moradores, após os dois homicídios.  A Polícia Civil investiga os casos.

*Com colaboração de Erisson Araújo e Roci Soares

 

Publicidade
Publicidade