Sexta-feira, 21 de Fevereiro de 2020
LATROCÍNIO

Homem confessa crime para comparsa pelo Facebook e é preso pela polícia

A polícia chegou até ele, depois de monitorar as conversas pela rede social. Nelas, o criminoso relata que a vítima vacilou e, por isso, matou



dupla.jpg Hycalo Fabrício Anjos Ferreira, 19, e Jonas Tavares de Souza, 18, foram presos por policiais do 25º Distrito Integrado de Polícia (Fábio Oliveira)
06/06/2016 às 11:16

O presidiário Hycalo Fabrício Anjos Ferreira, 19, e Jonas Tavares de Souza, 18, foram presos por policiais do 25º Distrito Integrado de Polícia (DIP) por suspeita de envolvimento no latrocínio do empresário Francisco Marques de Lima, 59. A vítima foi morta no dia 18 de maio deste ano, na rua P, bairro Armando Mendes, Zona Leste.

Segundo o delegado Cícero Túlio, titular do 25° DIP, Hycalo confessou para um comparsa em conversas pelo Facebook que havia atirado no empresário.



A polícia chegou até ele depois de monitorar as conversas pela rede social. Nelas, Hycalo relata que a vítima vacilou e, por isso, a matou.

Conforme o delegado, Hycalo foi preso na última quinta-feira (17), em sua casa, na rua Moto Honda, mesmo bairro e Jonas já respondia medidas sócio-educativas na DEAAI. No dia do crime, Hycalo abordou  a vítima, roubou mais de R$ 16 mil e efetuou três tiros.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.