Segunda-feira, 17 de Maio de 2021
Condenação

Homem é condenado a 10 anos e seis meses por abusar sexualmente da ex-enteada

O homem foi preso pela Polícia Civil do Amazonas (PM-AM), na manhã desta quinta-feira (22), em seu local de trabalho, no Conjunto Vieiralves



showwww_221B2578-7768-476A-8544-20015A7635EF.JPG Foto: Arlesson Sicsú
22/04/2021 às 17:09

Um homem de 34 anos que abusava sexualmente da ex-enteada no ano de 2008, foi preso em cumprimento a mandado de prisão por sentença condenatória, na manhã desta quinta-feira (22), pela Polícia Civil do Amazonas (PM-AM), em seu local de trabalho, no Conjunto Vieiralves, bairro Nossa Senhora das Graças, zona centro-sul de Manaus. A criança tinha 11 anos na época.

Segundo o delegado Marcos Arruda, titular da unidade policial naquele ano, e atualmente titular do 1º Distrito Integrado de Polícia (DIP), o suspeito era padrasto da criança e praticou o crime na casa onde moravam. 



“Após a criança contar ao pai sobre os abusos, foram iniciadas as investigações, e comprovado o crime”, informou Arruda.

Conforme o delegado, a prisão foi fruto de um trabalho de inteligência da equipe de investigação, a partir da análise dos bancos de dados dos mandados de prisão que se encontram em aberto.

“Demos prioridade para esse mandado, por se tratar de uma ação penal extremamente grave, praticada contra a menor na época” disse o delegado.
A ordem judicial em nome do suspeito foi solicitada à Justiça e expedida no dia 13 de abril de 2021, pelo juiz Ian Andrezzo Dutra, da 1º Vara Especializada em Crimes Contra Dignidade Sexual de Crianças e Adolescentes. 

O homem foi condenado há 10 anos e 6 meses de reclusão em regime fechado, pelo crime de atentado violento ao pudor com presunção de violência. Ele será encaminhado à Central de Recebimento e Triagem (CRT), e ficará à disposição da justiça.

Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.