Segunda-feira, 06 de Dezembro de 2021
CRIME AMBIENTAL

Homem é preso após transportar ilegalmente quase uma tonelada de pirarucu

A abordagem à embarcação do indivíduo foi feita próximo ao Encontro das Águas, dos rios Negro e Solimões, na madrugada desta quarta-feira (8)



4d70e02b-eea0-4aeb-a06f-e23c9611d20f_BA2ABC79-A220-40DA-ABF1-35CF8B297FE8.jpg Foto: Divulgação
08/07/2020 às 13:33

Um homem, que não teve a identidade divulgada, foi preso suspeito de transportar, ilegalmente, cerca de 800 quilos de pirarucu. A abordagem à embarcação do indivíduo foi feita próximo ao Encontro das Águas, dos rios Negro e Solimões, na madrugada desta quarta-feira (8).

O barco no qual o pescado foi apreendido vinha do município de Codajás, distante 240 quilômetros de Manaus. Segundo o tenente Henrique Lima, do Batalhão de Policiamento Ambiental da Polícia Militar (BPamb), a abordagem policial foi feita no decorrer da Operação Hórus, deflagrada com o objetivo de abordar embarcações na fronteira do Amazonas.



Conforme Lima, os peixes seriam comercializados nas feiras de Manaus. “É um crime muito comum, especialmente com relação ao pirarucu. As pessoas continuam a capturá-lo de forma ilegal”, disse.


Foto: Jair Araújo

Por volta das 3h30, à equipe policial abordou o barco Irmão Santos, no qual foi encontrado carne de animais silvestres e peixe-boi, além dos 800 quilos de pirarucu.

O homem, preso em flagrante, não estava portando documento legalizando o transporte da carne apreendida. O indivíduo, preso no 1° Distrito Integrado de Polícia (DIP), responderá por crime ambiental.

News 6bf8d194 12ee 4a6c 8ab8 29658d0c6750 e69fe602 b00d 41db b967 4526a2cde395
Repórter de A Crítica
Jornalista graduado no Centro Universitário do Norte (UniNorte), que busca trazer um pouco de storytelling a todos os aspectos da vida, principalmente aos textos que levam sua assinatura.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.