Quarta-feira, 22 de Setembro de 2021
Crueldade

Homem é preso suspeito de estrangular até a morte adolescente grávida em tentativa de estupro

A mãe dele foi presa suspeita de ajudar no assassinato e acobertar o crime do filho



583ae40d-8ae9-4d78-9fa4-f0679276efc7_FA77B27C-B7C3-43E5-BA5C-6D0BD50F6BE5.jpg Foto: Junio Matos
13/09/2021 às 12:13

Rafael de Oliveira Lopes, 28, foi preso suspeito de assassinar a adolescente Vitória de Jesus Rodrigues de Souza, 15, que estava grávida de um bebê de oito meses. O homem estrangulou a vítima enquanto tentava estuprá-la, conforme a polícia.

A mãe de Rafael - Ivanir Silva de Oliveira, 56 - também foi presa pela suspeita de não ter pedido socorro durante o crime do filho, conforme informou a delegada Mirna Miranda, adjunta da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).

As prisões de filho e mãe ocorreram nessa segunda-feira (13) e o crime na noite chuvosa do dia 30 de agosto deste ano, no bairro Cidade de Deus – Zona Norte de Manaus –, conforme informado pela delegada adjunta. “No momento em que ele tentava estuprá-la, estrangulou-a de forma mais forte e a matou”, disse Miranda.

 

Noite do crime

 

Conforme a delegada, Vitória foi – sozinha – à casa do pai do bebê do qual ela estava grávida. “Nesse momento ela foi atacada pelo Rafael, que é vizinho do pai do bebê de Vitória. A princípio, Rafael confessou o delito, mas disse que a motivação não era homicídio”, relatou. A intenção do homem era estuprar a vítima, de acordo com Miranda.

Ivanir não acionou a polícia ou pediu por ajuda de alguém no momento em que o filho dela realizava o crime. A mãe do suspeito afirmou à polícia que não fez nada por medo de ser agredida por Rafael, segundo relatado pela delegada.

“Vou indiciá-la por participação na prática de homicídio. Não só houve omissão, mas também participação a partir do momento em que ela viu [o crime] e ajudou a vestir o corpo da Vitória depois [da realização da tentativa de estupro e da concretização do homicídio]”, afirmou. Ivanir teria vestido a vítima a pedido de Rafael.

Em interrogatório, Rafael afirmou que ele e Vitória rolaram no chão ao cair de um barranco, o que a deixou suja de barro. Ele, então, levou-a para dentro de uma casa, a trancou dentro do quarto dele e começou a tirar a roupa da vítima para realizar o estupro. “Ele responderá por homicídio. A tentativa do estupro entrará como uma qualificadora, que gerará aumento de pena”, declarou a delegada adjunta da DEHS.

A delegada acredita que, por serem vizinhos, autor e vítima conheciam-se de vista. “O pai do bebê de Vitória, em depoimento, disse que conhece Rafael de vista, mas que não tem contato com ele”. O suspeito será levado à audiência de custódia.



News 6bf8d194 12ee 4a6c 8ab8 29658d0c6750 e69fe602 b00d 41db b967 4526a2cde395
Repórter de A Crítica
Jornalista graduado no Centro Universitário do Norte (UniNorte), que busca trazer um pouco de storytelling a todos os aspectos da vida, principalmente aos textos que levam sua assinatura.

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.