Quinta-feira, 21 de Janeiro de 2021
Crime

Homem em surto é morto após esfaquear mãe e filha em Manaus

Assassinato ocorreu no bairro Jorge Teixeira e será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS)



show_show_iml_718F135D-B174-45E2-8EEA-8D9E99AB2CB3.jpg Foto: Arquivo AC
04/12/2020 às 17:01

Ramilson Rodrigues Torres, 29, foi linchado no final da manhã desta sexta-feira (4), após esfaquear duas mulheres durante surto psicótico. O caso aconteceu na invasão Coliseu, no bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus.

Segundo informações da 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), Ramilson desentendeu-se com Raiane Rodrigues Ferreira, 34, e a filha dela, uma adolescente de 16 anos, por causa de uma cerca de madeira que divide as duas propriedades.

Durante a discussão, Ramilson foi até a casa dele e apoderou de uma faca. Em seguida, ele atacou as vizinhas, que ficaram feridas. Para não morrerem, elas chegaram a pular a janela e pediram ajuda dos vizinhos.

Diante da situação, alguns moradores se armaram com pedaços de paus, picaretas e pá. Revoltados, o grupo atacou Ramilson, que foi dominado e agredido até a morte. Após o crime, os agressores fugiram sem serem identificados.

Mãe e filha foram socorridas e levadas para o Hospital e Pronto-Socorro (HPS) Dr. Platão Araújo, na mesma zona. As primeiras informações são que as mulheres passaram por cirurgias e não correm risco de morte.
De acordo com o delegado Torquato Mozer, titular do 30° Distrito Integrado de Polícia (DIP), Ramilson sofria de problemas mentais e estava afastado do trabalho em decorrência dos transtornos.

“Na casa dele, foram encontrados vários medicamentos relativos a tratamentos psiquiátricos”, disse.



Ainda conforme Mozer, a suspeita da polícia, após análise no local, é que o homem havia surtado antes de esfaquear as vítimas.

Os populares da área, que lincharam Ramilson, golpearam o homem com a mesma faca utilizada por ele para ferir a mulher e a adolescente. “Ramilson morreu devido, além das facadas, a um afundamento craniano resultante dos golpes que populares desferiram nele, com uma pá”, afirmou.

No cenário do crime, a polícia encontrou uma pá suja de sangue. Após o trabalho da perícia criminal, o corpo de Ramilson foi removido por uma equipe do Instituto Médico Legal (IML) para exames de necropsia.

Até a publicação desta reportagem, nenhum suspeito foi preso pela polícia. O assassinato será investigado pela Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS).  

*Colaborou Filipe Távora 


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.