Segunda-feira, 22 de Abril de 2019
publicidade
cmei1.JPG
publicidade
publicidade

INVESTIGAÇÕES

Homem que fazia transporte escolar é preso por abusar de quatro crianças

Vítimas eram alunas do Cmei Eva Gomes do Nascimento, mas suspeito não tinha vínculo com a escola; caso corre em segredo de Justiça


03/09/2017 às 17:34

Quatro crianças, que estudam no Centro Municipal de Educação Especial (Cmei) Eva Gomes do Nascimento, localizada no bairro Novo Israel, na zona Norte de Manaus, foram abusadas por um motorista de transporte particular, que não teve o nome divulgado.

O caso está sendo investigado pela Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca). A Secretaria Municipal de Educação (Semed) emitiu uma nota sobre a prisão do motorista apontado como suspeito de cometer crime de estupro de vulnerável contra pelo menos quatro crianças, todas de quatro anos de idade.

Segundo a nota, o homem, que não tem nenhum vínculo com a Semed, prestava serviços de transporte particular. A secretaria tomou conhecimento do crime, bem como da prisão do infrator, por meio do Conselho Tutelar e da Delegacia Especializada em Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca).

A reportagem entrou em contato com a delegada da especializada, Juliana Tuma, que informou apenas que o caso está sob investigação sigilosa.

Veja a íntegra da nota da Semed

"A Secretaria Municipal de Educação (Semed) REPUDIA veementemente a violação dos direitos e do bem estar de qualquer pessoa, especialmente crianças e adolescentes. Quando a Secretaria tomou conhecimento, por meio do Conselho Tutelar e da Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente (Depca), da prisão de um homem suspeito de abusar de quatro alunos do Centro Municipal de Educação Especial (Cmei) Eva Gomes do Nascimento procurou as famílias para conversar e prestar auxílio psicológico por meio do Centro Municipal de Atendimento Sociopsicopedagógico (Cemasp), bem como iniciou procedimentos internos para esclarecer o assunto e confirmar o não envolvimento de nenhum servidor com o caso. 

O homem, que está preso após investigação da Depca, não possui qualquer contrato, ou vínculo com a Semed, o mesmo prestava serviços de transporte escolar particular. O denunciado em questão nunca teve qualquer relação empregatícia com a secretaria.

A atual gestão da unidade de ensino e a Divisão Distrital Zonal (DDZ) responsável pela área já estão auxiliando nas investigações da polícia, prestando todas as informações solicitadas.

A Semed também já desenvolve nas unidades escolares da rede todo um trabalho voltado para o combate ao abuso e exploração sexual de crianças e adolescentes".

publicidade
publicidade
Três motoristas são presos em Manaus durante operações da Lei Seca
Justiça decreta prisão de três pessoas pelas mortes na Muzema, no RJ
publicidade
publicidade
publicidade
publicidade

publicidade
publicidade

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.