Quinta-feira, 02 de Abril de 2020
CRIME

Idoso é morto com golpes de terçado em casa no Ramal do Brasileirinho

Francisco de Assis Vieira Carvalho, 72, havia se mudado para o local porque estava cansado do ritmo da cidade



CORPO_XXXXXXXXXXX1234_894CF184-40E9-4C6B-BF5C-6660972C0501.JPG Foto: Winnetou Almeida
01/03/2020 às 11:50

O corpo do agricultor aposentado Francisco de Assis Vieira Carvalho, 72, foi encontrado apenas de cueca com um golpe de terçado no pescoço, na casa onde morava, situada no quilômetro 7 do Ramal do Brasileirinho, na manhã deste domingo (1°).

A  esposa, genro e filha da vítima vieram visitá-la nesta manhã, para passar o domingo com Francisco, segundo o primeiro-sargento Assis Menezes. Ao chegarem na residência, o trio se deparou com o corpo do agricultor estirado na sala da casa. Francisco morava sozinho na residência.



Ao constatarem o fato, um dos familiares ligou para outro genro de Francisco, que acionou a 30ª Companhia Interativa Comunitária (Cicom), por volta das 9h.

Os familiares afirmaram à equipe da Polícia Militar que não constaram roubo de nenhum objeto.

Conforme o filho do idoso, que teve a identidade preservada, Francisco havia se mudado para a zona rural por ter se cansado do ritmo da cidade. A esposa, ainda casada com a vítima, visitava Francisco regularmente.

Segundo o delegado Guilherme Antoniazzi, plantonista da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), a suspeita da polícia é que o caso se trate de um homicídio. “Afirmamos isso tendo em vista, que, aparentemente, nenhum pertence de valor foi roubado”, disse.

A autoridade policial afirmou que objetos como televisão, roçadeira e motosserra não foram levados do local.

Questionado se havia possibilidade de Francisco ter sofrido uma vingança pessoal, Antoniazzi mencionou que as investigações estão apurando a hipótese. “Embora não tenhamos encontrado nenhuma evidência no local que indique que a vítima tenha sido ameaçada, levaremos em conta essa possibilidade”, afirmou o delegado.

A polícia também investigará a hipótese de haver conexão entre o assassinato de Francisco e os roubos anteriores que a vítima sofreu.

Mais informações

Segundo informações da família repassadas aos policiais civis presentes no local, Francisco sofria de perda auditiva e não contava com a proteção de cachorros ou animais semelhantes na área. Na casa tem apenas um galinheiro.

Peritos do Departamento de Polícia Técnico-Científica (DPTC) confirmaram que há três quartos na moradia, mais banheiro, sala e cozinha.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.