Publicidade
Manaus Hoje
Estelionato

Idoso é preso em loja no Centro de Manaus por fazer falsos empréstimos consignados

Manoel de Oliveira Gomes, 60, usava indevidamente um cartão de adiantamento salarial para cometer os crimes. Ele foi preso por estelionato e uso indevido de marca registrada 13/09/2016 às 20:39
Show unnamed
A prisão foi realizada por policiais civis do 17° Distrito Integrado de Polícia (DIP) (Divulgação)
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da equipe de investigação do 17° Distrito Integrado de Polícia (DIP), prendeu em flagrante na tarde de ontem, segunda-feira (12), Manoel de Oliveira Gomes, 60, investigado por estelionato em Manaus. Segundo a polícia, ele enganava pessoas fazendo falsos empréstimos consignados. Uma das vítimas registrou denúncia na delegacia.

A prisão dele aconteceu dentro de uma loja de eletrodomésticos na av. Sete de Setembro, no Centro, e foi comandada pelo delegado Miguel Ribeiro. Segundo o delegado, para cometer o crime o homem usava indevidamente um cartão de adiantamento salarial de uma empresa de benefício exclusivo para servidores públicos e colaboradores de empresas privadas.

“A vítima ligou para o número que o Manoel utilizava no cartão de visita, com o nome de ‘Amorim’, e uma outra pessoa marcou um encontro na loja de eletrodomésticos e pediu para procurar o homem, que na hora usou o nome de ‘Moisés’. Em seguida ele fez o empréstimo, no valor de R$ 2.300 mil, utilizando o cartão de adiantamento salarial, e repassou apenas metade do valor emprestado para vítima”, explicou o delegado.

Em depoimento, Manoel argumentou que era proprietário de uma empresa de crédito pessoal há 30 anos. “O infrator fazia empréstimos de dinheiro a juros abusivos e as vítimas só percebiam o golpe quando chegavam em casa”, esclareceu o titular do 17º DIP.

Manoel foi autuado em flagrante pelo crime de estelionato, conforme o Artigo 171 do Código Penal Brasileiro (CPB), e uso indevido de marca registrada, previsto no Artigo 189 da Lei de Patentes. Ele foi encaminhado à Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade