Publicidade
Manaus Hoje
CRIME PASSIONAL

Industriário é morto a terçadadas em Manaus e família acusa duas primas do crime

Segundo familiares, a vítima estava jurada de morte por uma prima com quem namorou e tinha outra prima como amante. Enciumadas, as duas, mesmo casadas, se juntaram contra a vítima 23/03/2018 às 14:35
Show 096abab7 f8f9 4eae 887e 5bbc35b8dde8
Foto: Divulgação
Conceição Melquiades Manaus (AM)

O industriário Walace Souza Batista, de 33 anos, foi morto a golpes de terçadadas em um terreno de areal localizado na rua Samir Mamed Assi, antiga rua 15, no conjunto Industriário, no bairro Armando Mendes, Zona Leste. O crime aconteceu ontem, quinta-feira (22).

Os golpes que acertaram pescoço, ombros e braços da vítima podem ter sido desferidos por dois homens que estavam em uma motocicleta, de modelo e placa ainda não identificados, e que chegaram ao local por volta das 17h.

Segundo a polícia, a vítima estava há cerca de uma semana se refugiando no local, que funciona como uma espécie de abrigo para frequentadores de uma igreja evangélica que não possuem residência.

Os familiares da vítima relataram para os investigadores da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) que Walace estava jurado de morte por uma prima dele, com quem ele havia tido um relacionamento amoroso por um pouco mais de um ano.

Entretanto, ainda segundo familiares, a mulher não aceitou o fim do romance mesmo estando casada. Outra mulher, também casada, e membro da família, seria a atual amante da vítima. Ambas, enciumadas, teriam se juntado e se vingado do amante.

No local há câmeras de segurança e as imagens serão disponibilizadas para que a polícia possa identificar os autores da barbárie cometida.  O corpo foi removido pelo Instituto Médico Legal (IML) e a DEHS segue nas investigações.

Publicidade
Publicidade