Quarta-feira, 21 de Agosto de 2019
OPERAÇÃO

Integrante de bando que comanda o tráfico de drogas em Lábrea é preso

Com a prisão de Francisco Lúcio Gomes de Brito, de 21 anos, agora totalizam nove os infratores do bando capturados pela polícia



l_brea_C3485931-F61E-4680-BA10-91075F15C41A.JPG Foto: Divulgação
15/02/2019 às 19:07

Foi preso nesta sexta-feira (15) mais um foragido do grupo criminoso alvo de uma operação em Lábrea (distante 865 quilômetros de Manaus). O bando que comanda o tráfico de entorpecentes no município planejou atentados contra órgãos públicos na cidade há cerca de uma semana.

Francisco Lúcio Gomes de Brito, de 21 anos, foi preso na tarde desta sexta na operação desencadeada pelo Sistema de Segurança Pública. Com a prisão, agora são nove os infratores capturados pela polícia, além de cinco adolescentes apreendidos.

Continuam foragidos Leandro Marques, um dos líderes da organização, além de um homem identificado como “Fei”. Foram cumpridos nove mandados de prisão preventiva e temporária. Um membro da organização criminosa foi a óbito após confronto com os policiais.

Entre os crimes do grupo, estão ataques a patrimônios públicos, como incêndio de carros da saúde, além de homicídio e tráfico de drogas.

Operação integrada

Determinada pelo secretário de Segurança, coronel Louismar Bonates, a operação envolveu o Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera) da Polícia Civil, policiais do Comando de Operações Especiais (COE), Força Tática, Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam) e Batalhão Ambiental, da Polícia Militar (PM), além dos servidores da delegacia de Lábrea.

“Essas pessoas serão indiciadas por organização criminosa, dano qualificado a bens públicos, incêndio majorado e corrupção de menores por utilizarem menores para produção dos crimes”, explicou o delegado Juan Valério.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.