Publicidade
Manaus Hoje
Crime

Investigador e PM são mortos por traficantes colombianos em troca de tiros

O crime aconteceu às margens da Ilha Paciência, na comunidade do Caldeirão, que é usada como rota do tráfico internacional. Os suspeitos do crime estão foragidos 26/10/2016 às 12:10
Show pc
O investigador de Polícia Civil, Genelson Carlos Duarte Mota
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O investigador de Polícia Civil Genelson Carlos Duarte Mota, 46, e o policial militar reformado Rubenicio da Silva Alexandre, 59, foram mortos na noite desta terça-feira (25), no Iranduba, interior do Amazonas. O crime aconteceu às margens da Ilha Paciência, na comunidade do Caldeirão, que é usada como rota do tráfico internacional. Dois colombianos são suspeitos do crime e estão foragidos.

O delegado Ricardo Homero, titular da 31ª Delegacia Interativa de Polícia (DIP), informou que o investigador, que é lotado na unidade de Iranduba, havia ido ao local sozinho para verificar uma denúncia de tráfico de drogas.

No local ele pediu ajuda de ribeirinhos e, após troca de tiros, acabou morto junto com o PM. Uma terceira pessoa sobreviveu e já foi ouvida pela polícia.

O delegado afirmou que 100 pacotes de droga tipo Skunk foram encontrados na embarcação que o policial civil estava. Outra lancha, possivelmente dos colombianos, também estava no local.

Segundo Homero, o policial civil não comunicou a denúncia e nem pediu reforço. A metralhadora do policial foi encontrada dentro da mochila dele e pertence à Polícia Civil. O delegado negou que o PC estaria ajudando no transporte da droga.

Publicidade
Publicidade