Quarta-feira, 28 de Julho de 2021
INVESTIGAÇÃO

Jogadores foram mortos por engano, aponta investigação policial

Marcos Antônio Cardozo Reis, 20, e Nayandro de Souza Guimarães, 24, gostavam de futebol e eram contratados para jogarem por times amadores, com pagamentos em dinheiro, de acordo com a polícia



WhatsApp_Image_2021-03-16_at_18.38.36_4ABEF32A-6691-484E-9006-3FC5CE73D67F.jpeg Foto: Reprodução/Internet
16/03/2021 às 18:57

Os jovens Marcos Antônio Cardozo Reis, 20, e Nayandro de Souza Guimarães, 24, assassinados a tiros na noite de sexta-feira (12), durante ataque na rua Tipuna, no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte de Manaus, não eram os alvos dos pistoleiros.

Conforme apurou o Jornal A Crítica, essa informação foi fornecida por duas testemunhas oculares para a equipe da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS), que investiga o duplo homicídio e tentativa de homicídio.



Inicialmente, o motivo dos crimes estaria relacionado por causa de futebol, após o time dos jovens derrotar a equipe de um suposto traficante durante torneio disputado no bairro Colônia Terra Nova, na Zona Norte da capital, o qual não teria aceitado o triunfo adversário.

Na noite do crime, o grupo formado por seis pessoas se preparava para mais uma partida de futebol, quando foi surpreendido a tiros por dois homens, que estavam de tocaia em um lanche. Após o crime, a dupla fugiu sem ser identificada. Dois carros foram vistos deixando o local em alta velocidade, mas a polícia ainda não tem informações acerca das características dos veículos.

Marcos Antônio, que era goleiro do time amador, foi atingido com um tiro no lado esquerdo das costelas e morreu no local. Nayandro, então atacante, foi alvejado com dois tiros nas costas. Ele não resistiu aos ferimentos no Serviço de Pronto Atendimento (SPA) Enfermeira Eliameme Rodrigues Mady, popularmente chamado “SPA Galiléia”, que fica no mesmo bairro.

Ainda no ataque, um homem de 26 anos foi atingido com tiros na boca, no ombro e no abdômen. A vítima A hipótese de uma quarta pessoa que teria sido baleada foi descartada pela polícia.

Com avanços das investigações para obter pistas sobre os autores e as causas das mortes dos jovens, a equipe da DEHS constatou que a vítima possui passagem pelo crime de tráfico de drogas. Ele é apontado como membro de uma facção criminosa, e seria o verdadeiro alvo dos pistoleiros por desavenças entre as facções criminosas.

A polícia informou que tanto Marcos Antônio quanto Nayandro não tinham antecedentes criminais. Os dois amigos gostavam de futebol e eram contratados para jogarem por times amadores, com pagamentos em dinheiro. Eles teriam sido mortos por engano.

As investigações continuam para identificar os autores e o mandante. Quem tiver qualquer informação que possa levar ao paradeiro dos envolvidos, pode ligar para o 181, da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), ou pelo (92) 98421-5336, WhatsApp da DEHS. Não é preciso se identificar. A denúncia é mantida em total sigilo.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.