Publicidade
Manaus Hoje
Cidade de Deus

Jovem conhecida como ‘Anjinha da Noite’ é presa por tráfico de drogas

Jessica Souza da Costa, de 22 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas e receptação, no fim da manhã de terça-feira (26) 27/04/2016 às 09:37
Show anjinha
Jessica Souza da Costa gosta de exibir seus atributos em redes sociais / Foto: Reprodução/Internet
Acritica.com Manaus (AM)

Titulada pela Polícia Civil como “Princesinha do Tráfico”, e conhecida nas redes sociais como Anjinha da Noite, uma jovem identificada como Jessica Souza da Costa, de 22 anos, foi presa em flagrante por tráfico de drogas e receptação, no fim da manhã de terça-feira (26), em sua residência localizada na rua São Bento, bairro Cidade De Deus, na Zona Norte da capital.

De acordo com o delegado Jander Mafra, titular do 13° Distrito Integrado de Polícia (DIP), a prisão ocorreu por meio de investigação e foi iniciada após um furto a uma pizzaria na madrugada da última segunda-feira (25), no mesmo bairro.

Segundo Mafra, o proprietário e vítima do furto foram até a delegacia registrar o fato na manhã de ontem, e após investigações, chegaram até uma jovem identificada como Maria Eduarda, 22, conhecida como “Duda”, que participou do furto junto com outros dois homens, e revelou que tinham vendido a televisão por R$ 100 para Jessica. A equipe então se deslocou até a residência da “Princesinha do Tráfico”, e lá encontraram uma televisão e cerca de 200 gramas de cocaína, oxi e maconha escondidos no banheiro da sua casa.

Ela informou para a equipe de reportagem que não sabia que a televisão era fruto de um roubo. Duda, no entanto, esclareceu que é usuária de drogas.

Jéssica foi presa e autuada em flagrante por tráfico de drogas e receptação qualificada. Maria Eduarda foi indiciada por furto.  Jéssica contou também que seu marido está preso há quatro meses por tráfico, porém negou que estivesse “no lugar” dele comandando a venda de entorpecente.

Após o término dos procedimentos cabíveis no 13° DIP, as jovens serão conduzidas ao Centro de Detenção Provisória Feminino (CDPF), à disposição da Justiça.

Publicidade
Publicidade