Publicidade
Manaus Hoje
VIOLÊNCIA

Jovem de 19 anos é morto por não entregar celular a assaltante na Zona Leste

De acordo com o pai da vítima, o pintor Francisco do Socorro Santana, 50, o filho reagiu ao assalto e foi morto a tiros no bairro Gilberto Mestrinho 06/09/2017 às 09:16
Show jovem
(Foto: Jander Robson)
Dani Brito Manaus (AM)

O desempregado Thales Peixoto Santana, 19, foi morto na noite desta terça-feira (4), após reagir a um assalto em frente à casa onde morava, na rua Envira, comunidade Grande Vitória, bairro Gilberto Mestrinho, zona Leste de Manaus. O crime ocorreu por volta das 20h20.

De acordo com o pai da vítima, o pintor Francisco do Socorro Santana, 50, o filho tinha acabado de jantar e havia saído para a rua. "Ele estava sentado na calçada de casa. Dois homens chegaram em uma moto e pediram o celular dele, como ele disse que não daria, os bandidos atiraram no peito dele. Quando eu saí para ver o que estava acontecendo encontrei meu filho caído no chão ", disse.

Thales ainda chegou a ser socorrido e levado ao Hospital e Pronto Socorro Dr. João Lúcio, mas não resistiu aos ferimentos e morreu logo após dar entrada na unidade. Os assaltantes fugiram do local e permanecem sem identificação. Ao final da ação criminosa, os bandidos não levaram o celular da vítima.

O caso foi registrado na Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS). O corpo de Thales deverá ser liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) ainda na manhã de hoje (6), e deverá ser levado para o município de Santa Isabel do Rio Negro, para ser velado pela mãe dele e, posteriormente, enterrado.

Publicidade
Publicidade