Publicidade
Manaus Hoje
ESTELIONATO

Jovem de 21 anos é preso por enganar pessoas com falsas vagas de emprego

Mateus José Alves de Souza, 21, disse que decidiu aplicar o golpe porque adquiriu dívida de R$ 1,6 mil com traficante 15/01/2019 às 17:30 - Atualizado em 16/01/2019 às 09:33
Show vagas 515a0c10 5cd1 42ba 99c4 927d0353ecd6
Foto: Divulgação
acritica.com Manaus (AM)

Mateus José Alves de Souza, 21, foi preso em flagrante nessa segunda-feira (14), por volta das 11h, em Rio Preto da Eva, por enganar populares com promessa de vagas de emprego, se passando por funcionário de uma empresa de energia que atual no local.

De acordo com o delegado Jony Leão, Mateus foi preso em um hotel do município, distante 57 quilômetros em linha de Manaus, no momento em que cobrava R$ 10 às pessoas que o aguardavam na expectativa de obterem um emprego. Conduzido à delegacia para prestar esclarecimentos, o infrator argumentou que havia adquirido uma dívida no valor de R$ 1,6 mil com um traficante daquela região e, temendo pela própria vida, decidiu aplicar o golpe no local.

“O traficante orientou Mateus sobre o que ele deveria fazer para levantar o dinheiro devido. Então, Mateus foi até uma rádio da cidade para fazer propaganda sobre a falsa contratação de pessoas para uma empresa de energia. No hotel onde estava aplicando o golpe, o infrator não possuía qualquer tipo de identificação da empresa, como um crachá, e cobrava R$ 10 por pessoa. Quando foi preso, ele já havia levantado R$ 290 e repassado ao traficante R$ 180”, explicou Leão.

Durante oitiva, o infrator alegou que se propôs a praticar o golpe porque não queria comercializar drogas, pois já havia sido torturado para que aceitasse vender substâncias ilícitas na cidade e teria recusado. Mateus foi autuado em flagrante por estelionato. Ao término dos procedimentos cabíveis, o infrator irá permanecer custodiado na carceragem da 36ª Distrito Integrado de Polícia (DIP), à disposição da Justiça.

Esclarecimento

O titular da unidade policial faz um alerta para que a população não caia nesse tipo de golpe. “Quando uma empresa abre uma seleção para qualquer vaga de emprego, não pode cobrar por isso. Desconfie de promessas de trabalho ou de benefício em que seja necessário fazer algum tipo de pagamento antecipado”, advertiu.

Publicidade
Publicidade