Publicidade
Manaus Hoje
INVESTIGAÇÕES

'Júnior Peruano' e 'Sandrinho' são presos acusados de matar rival no Parque 10

Outras três pessoas já haviam sido presas em março deste ano pela morte de 'Ronni', encontrado enterrado em área conhecida como 'Buritizal' 25/04/2018 às 11:29
Show whatsapp image 2018 04 25 at 11.13.52
Além dos dois presos nesta terça-feira, outros dois envolvidos no crime tiveram prisão temporária convertida para preventiva (Foto: Jander Robson)
Larissa Golvin Manaus

Marco Aurélio de Moraes Pinheiro Júnior, conhecido como “Júnior Peruano” e Alexsandro Oliveira dos Santos, 29, vulgo “Sandrinho”, tiveram mandados de prisão cumpridos na manhã de quarta-feira (25), por volta das 6h, em uma operação Tribunal do Crime da Polícia Civil. Júnior Peruano, que era foragido, foi preso, na rua Visconde de Porto Seguro, bairro Parque Dez, zona Centro-Sul. Segundo a polícia, eles estão envolvidos na morte do Ronniery Nascimento Rodrigues, que era conhecido como “Ronni”.

As investigações iniciaram após o desaparecimento do Ronni, que aconteceu no dia 25 de janeiro deste ano. Desde então a polícia passou a monitorar uma organização criminosa ativa com o tráfico de drogas na Comunidade União, no bairro Parque Dez. Durante as investigações foi constatado que o Ronni era envolvido com o tráfico de drogas e que ele havia sido morto por traficantes daquela área, porque teria armado para a prisão de um dos integrantes da organização criminosa. O corpo de Ronni estava enterrado numa mata conhecida como “Buritizal”.

A equipe do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), conseguiu identificar as pessoas que participaram do crime, dentre elas, Fernando dos Santos da Silva, 30, Gean Gomes das Chagas, 22, conhecido como “Babidi”, e Thiago Nazaré da Silva, o “Chili”, que estão presos desde 28 de março deste ano, quando foi deflagrada a primeira parte da operação do DRCO.

Na madrugada de quarta-feira (25), Júnior Peruano foi preso por policiais da 23º Companhia Interativa Comunitária (CICOM), após estar em atitude suspeita em um veículo no bairro Parque Dez. Horas depois a operação foi realizada e o mandado de Alexsandro foi cumprido no Centro de Detenção Provisória Masculino (CDPM). O Chili e o Gean que já estavam presos, tiveram o mandado de prisão temporária transferidos para prisão preventiva. 

Júnior Peruano e Sandrinho serão indiciados por homicídio qualificado, ocultação de cadáver e organização criminosa.

Publicidade
Publicidade