Publicidade
Manaus Hoje
no careiro castanho

Mãe pede para polícia prender seu filho após confusão e ele é assassinado na cela de DIP

“Ele era dependente químico (...) e toda vez que ele aprontava, eu mandava prendê-lo para ver se ele melhorava. Mas dessa vez, (...) deu nisso”, relatou a dona de casa Hosmarina de Souza, que acredita que houve negligência dos policiais 12/06/2016 às 16:42 - Atualizado em 13/06/2016 às 15:35
Show zportal
Foto: Divulgação
Kelly Melo Manaus (AM)

Dois homens foram assassinados a facadas no município do Careiro Castanho (distante 102 quilômetros da capital Manaus), na madrugada do último sábado (11). Um dos crimes ocorreu dentro da delegacia do município. 

De acordo com a dona de casa Hosmarina de Souza, na noite de sexta-feira ela pediu para que a Polícia Militar prendesse o filho dela, Hedison de Souza Villar, de 25 anos, que era usuário de drogas, pois ele estava causando confusão dentro de casa. Horas depois dele ter sido levado para a cela, Hedison foi morto a facadas e agressão física pelos próprios detentos. 

“Ele era dependente químico, fez tratamento, mas teve uma recaída. E toda vez que ele aprontava, eu mandava prendê-lo para ver se ele melhorava. Mas dessa vez, colocaram ele na pior cela e deu nisso”, relatou a dona de casa, que acredita que houve negligência dos policiais que estavam de plantão no Distrito Integrado de Polícia (DIP) de Careiro Castanho. 

“Meu filho foi torturado dentro da delegacia. Eu pedi para prenderem ele para protegê-lo. Não era para terem deixado matarem ele”, lamentou ela. 

O Diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI) da Polícia Civil, Mariolino Brito, afirmou que todas as providências já estão sendo tomadas. Ele destacou que não houve participação ou negligência de nenhum policial civil no caso, e que todos os detentos que estavam na cela onde o crime ocorreu foram ouvidos e vão ser autuados pelo homicídio. 

Jogado na rua

O auxiliar de produção Carlos Willes Almeida da Silva, 28, também foi morto a facadas na madrugada de sábado, no municipio de Careiro Castanho. 

A vítima sofreu vários ferimentos de facadas e foi encontrado morto no meio da rua Castanho. A polícia não soube informar o que teria motivado o crime nem quem seriam os envolvidos, mas o caso também será investigado pela delegacia do município.

Publicidade
Publicidade