Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
mais uma

Mangueiras de bombeiro encontradas no Compaj seriam usadas em possível fuga

Objetos foram encontrados em varredura realizada pela Seap e Umanizzare, responsável pela administração do local. O Compaj, que hoje possui 1.185 internos condenados, foi a unidade onde foram encontrados a maioria dos túneis neste primeiro semestre de 2016



IMG_0487.JPG o material foi encontrado no forro do pavilhão 3, ala 2, e seria possivelmente usado pelos internos para uma tentativa de fuga pela muralha da unidade (Foto: divulgação/SEAP)
04/05/2016 às 20:43

Duas Mangueiras de bombeiro, um fio de eletricidade e um pedaço de ferro foram encontrados no início da noite desta quarta-feira (04), no Complexo Penitenciário Anísio Jobim (Compaj). Segundo a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap), o material foi encontrado no forro do pavilhão 3, ala 2, e seria possivelmente usado pelos internos para uma tentativa de fuga pela muralha da unidade.

O titular da Seap, Pedro Florencio, destaca que as ações na última semana são uma clara tentativa para desestabilizar o sistema prisional da capital. “Desde outubro de 2015 já registramos cerca de 10 fugas que foram frustradas pela ação da Polícia Militar e equipes da Seap. Desde fugas mais simples com a tentativa de alguns internos em pularem a muralha e com a descoberta de túneis entre janeiro a março deste ano”.



O Compaj, que hoje possui 1.185 internos condenados, foi a unidade onde foram encontrados a maioria dos túneis neste primeiro semestre de 2016. Em janeiro foram encontrados dois túneis no mesmo dia: pela parte da manhã na cela 8 do pavilhão 3, e no final da tarde, equipes da Seap encontraram o segundo túnel na cela 3, pavilhão. No dia 13 de março o quinto túnel descoberto pela Seap neste ano foi encontrado na cela 4 do pavilhão 1 do Compaj.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.