Publicidade
Manaus Hoje
HOMICÍDIO

Mecânico é executado com tiros pelas costas no município de Manacapuru

Diogo Soares Corrêa, de 29 anos, foi executado com seis tiros. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de acerto de contas 01/02/2017 às 18:44 - Atualizado em 01/02/2017 às 18:50
Show homem 558
Diogo Soares Corrêa. Foto: Divulgação
Fábio Oliveira Manaus (AM)

O mecânico Diogo Soares Corrêa, de 29 anos, foi executado na manhã desta quarta-feira (1°) com seis tiros. O crime ocorreu nas proximidades da Câmara Municipal de Manacapuru, localizada na rua Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de acerto de contas, entretanto a motivação ainda é desconhecida.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 10h30 e o autor dos disparos ainda não foi identificado. A vítima foi atingida por seis disparos, todos atingidos nas costas e também cabeça. O mecânico Diogo Soares morreu no local e seu corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), em Manaus.

O delegado Rodrigo Torres, titular provisoriamente da Delegacia de Manacapuru, informou que antes de ser morto, o mecânico teve uma discussão com um homem e, após virar de costas, foi executado. Testemunhas informaram no local do crime que os dois discutiram por causa de uma quantia em dinheiro que Diogo devia ao criminoso, autor dos disparos.

Segundo o delegado, Diogo estava ao lado de seu carro, um Gol, de cor prata e placas NOM-5793, quando outro veículo, modelo Celta, de cor preta, se aproximou e o condutor iniciou uma conversa. Após a discussão, o mecânico deu as costas e quando se dirigia para o seu veículo foi atingido pelos disparos. O autor ainda não foi identificado pela Polícia Civil e o caso já está sendo investigado.

O mecânico Diogo Soares Corrêa, de 29 anos, foi executado na manhã desta quarta-feira (1°) com seis tiros. O crime ocorreu nas proximidades da Câmara Municipal de Manacapuru, localizada na rua Eduardo Ribeiro, no Centro da cidade. A Polícia Civil trabalha com a hipótese de acerto de contas, entretanto a motivação ainda é desconhecida.

De acordo com informações da assessoria de imprensa da Polícia Civil, o crime ocorreu por volta das 10h30 e o autor dos disparos ainda não foi identificado. A vítima foi atingida por seis disparos, todos atingidos nas costas e também cabeça. O mecânico Diogo Soares morreu no local e seu corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), em Manaus.

O delegado Rodrigo Torres, titular provisoriamente da Delegacia de Manacapuru, informou que antes de ser morto, o mecânico teve uma discussão com um homem e, após virar de costas, foi executado. Testemunhas informaram no local do crime que os dois discutiram por causa de uma quantia em dinheiro que Diogo devia ao criminoso, autor dos disparos.

Segundo o delegado, Diogo estava ao lado de seu carro, um Gol, de cor prata e placas NOM-5793, quando outro veículo, modelo Celta, de cor preta, se aproximou e o condutor iniciou uma conversa. Após a discussão, o mecânico deu as costas e quando se dirigia para o seu veículo foi atingido pelos disparos. O autor ainda não foi identificado pela Polícia Civil e o caso já está sendo investigado.

Publicidade
Publicidade