Publicidade
Manaus Hoje
Polícia Civil

Mecânico é preso por agredir e ameaçar a companheira no município de Parintins

Ano passado, o suspeito já tinha sido preso por agredir a mesma mulher, na época ex-companheira dele, com golpes de chave de fenda. Ela teve o pulmão perfurado e ficou internada em estado grave 15/08/2016 às 19:26
Show unnamed
Wanderson Carlos Silva Pinheiro, 34, conhecido como “Wan Wan” (Foto: Divulgação)
acritica.com

A Polícia Civil do Amazonas prendeu no município de Parintins o mecânico Wanderson Carlos Silva Pinheiro, 34, conhecido como “Wan Wan”, denunciado pela companheira, uma mulher de 36 anos, por agressão e ameaça.

A prisão aconteceu na manhã desta segunda-feira (15) e foi coordenada pela Delegacia Interativa de Polícia (DIP) de Parintins, município distante 369 quilômetros em linha reta da capital, sob a coordenação do delegado titular da unidade policial, Bruno Fraga,

Wanderson foi preso em cumprimento a mandado de prisão expedido no dia 18 de fevereiro deste ano. Conforme o delegado, no dia 2 de fevereiro do ano passado, em Manaus, o homem acabou preso após agredir a mesma mulher, na época ex-companheira dele, com golpes de chave de fenda. A vítima teve o pulmão perfurado e ficou internada em estado grave em um hospital da capital.

Segundo Bruno Fraga, assim que o infrator deixou a Cadeia Pública Desembargador Raimundo Vidal Pessoa no ano passado, onde cumpria pena por tentativa de homicídio, Wanderson e a vítima teriam reatado a relação e se mudado para o município de Parintins. Mesmo em liberdade provisória, ele teria voltado a agredir a companheira.

“A mulher nos procurou na última semana para relatar que apanhava do companheiro todos os dias e que estaria sendo ameaçada de morte por Wanderson. Foi quando demos início às investigações em torno do caso, descobrimos que ele já havia sido preso e a existência de um mandando de prisão em nome dele. Conseguimos interceptar o infrator na casa onde ele morava, situada na Rua Sinval Almeida, bairro da União, em Parintins”, explicou o delegado.

Wanderson dessa vez foi indiciado por ameaça. Ao término dos procedimentos cabíveis na delegacia ele será encaminhado à Unidade Prisional de Parintins, onde irá permanecer à disposição da Justiça.

*Com informações da assessoria de imprensa

Publicidade
Publicidade