Quinta-feira, 20 de Fevereiro de 2020
INTERIOR DO AM

Ministério Público do AM investiga vandalismo e mortes em Fonte Boa

Promotor Elanderson Lima, titular da promotoria de Jutaí, assume investigação que mira nos suspeitos de vandalismo e homicídio. Na última sexta-feira (17), a delegacia local foi invadida por uma multidão que linchou um preso



carro_12345_3D28BDE8-2BA9-4695-A5B4-1E2A2B8D553B.jpg Foto: Reprodução/Internet
22/01/2020 às 10:58

O Ministério Público do Amazonas (MPAM) iniciou processo de investigação para apurar atos de violência e vandalismo em Fonte Boa, município distante 676 quilômetros de Manaus. Na última sexta-feira (17), uma multidão invadiu a 55ª Delegacia Integrada de Polícia (DIP) e esquartejou Ronald Gomes Borges, suspeito de estuprar e matar Elcleciane Nascimento Duarte, de 10 anos de idade. Na ação protagonizada pelos vândalos, ao menos dois carros e uma motocicleta utilizada pelos policiais foram seriamente danificadas.

De acordo com o MPAM, a apuração será feita pelo promotor Elanderson Lima, titular da promotoria de Jutaí, município distante 67 quilômentros de Fonte Boa. O MPAM também encaminhou a Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP-AM) um ofício solicitando o envio de novas viaturas, além de propor um plano para a reconstrução da delegacia, a única no município de 12 mil habitantes, conforme dados do Censo do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Reforço policial

No sábado (18), a SSP-AM anunciou o envio de reforço policial para Fonte Boa, além de um efetivo maior de delegados. De acordo com o órgão, todos os envolvidos na depredação da delegacia e na morte do suspeito serão responsabilzados. 



Em entrevista por telefone, o delegado Mariolino Brito, diretor do Departamento de Polícia do Interior (DPI) confirmou envio de cerca de 40 polícias para Fonte Boa a fim de investigar os envolvidos no esquartejamento de Ronald. Segundo o delegado, em casos atípicos como este ocorrido no município, delegados de outros municípios são deslocados para apurar a situação.

“Em municípios pequenos com pouco mais de 12 mil habitantes como é o caso de Fonte Boa, em geral, ocorrem crimes como tráfico de drogas e crimes desse tipo. A polícia é eficiente e combate essas ações ilícitas. No caso da menina de 10 anos, a segurança pública foi eficaz, pois houve a prisão do suspeito. Agora, ir até a delegacia para retirar o cara da cela e matá-lo na rua, é até uma questão de educação civil”, pontuou o delegado.

Leia mais >>> Para especialistas, linchamento público é vingança mascarada de Justiça​

*Colaborou o repórter Robson Adriano

News portal1 841523c7 f273 4620 9850 2a115840b1c3
Jornalismo com credibilidade

Mais de Acritica.com

20 Fev
WhatsApp_Image_2020-02-20_at_10.28.33_4AA06F86-13D9-4DFA-B021-B55C4DB3CD24.jpeg

Empreendedores aderem ao 'Food Bike’ para driblar a crise financeira

20/02/2020 às 10:38

“Tínhamos outro negócio, encomendávamos doces, e as pessoas de última hora, nos deixavam na mão, foi aí que comecei a aprender a fazer doces, brigadeiros, e como o investimento em bike food é relativamente barato, preferimos este modelo a uma loja física”, explica Sátya Ardaia


Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.