Publicidade
Manaus Hoje
Crueldade

Morre dona de casa espancada por ex-namorado foragido do regime semiaberto

Segundo testemunhas, o ex-namorado, identificado como Anderson dos Santos Pereira, 30, foragido do regime semiaberto, teria cometido o crime no último dia 20 de julho, na Avenida Preciosa, no bairro Monte das Oliveiras 28/07/2016 às 15:03 - Atualizado em 28/07/2016 às 15:17
Show juci 2
A morte cerebral da jovem foi confirmada no dia 22 de julho
acritica.com Manaus (AM)

A dona de casa Jucineia da Silva Teixeira, 25, morreu na noite de quarta-feira (27) no Hospital Delphina Aziz em decorrência de espancamento. Segundo testemunhas, o ex-namorado, identificado como Anderson dos Santos Pereira, 30, foragido do regime semiaberto, teria cometido o crime no último dia 20 de julho, na Avenida Preciosa, no bairro Monte das Oliveiras, na Zona Norte de Manaus.

A morte cerebral da jovem foi confirmada no dia 22 de julho. “Eles [médicos] disseram que ela teve morte cerebral. É muito doloroso. Eu só quero que a justiça seja feita e que peguem esse assassino. Uma pessoa que viu tudo me contou que ele a agrediu bastante na região da cabeça”, disse a mãe da vítima, Maria de Lurdes, 52, na época.

De acordo com informações da equipe de investigação do 26° Distrito Integrado de Polícia (DIP), no site do Tribunal de Justiça do Amazonas (TJ–AM) consta que Anderson dos Santos Pereira tem passagem pelos crimes de tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.


Anderson dos Santos Pereira está foragido e já tem passagem pela polícia por outros crimes cometidos no passado /Foto: Divulgação

Ainda segundo informações da mãe, a jovem teve um relacionamento amoroso com o suspeito por aproximadamente dois meses, após eles se conhecerem no bairro onde residem, no Monte das Oliveiras.

Para a reportagem, ela contou que a agressão ocorreu na última quarta-feira (20) após Jucineia ter ido até a casa de Anderson pegar alguns documentos e roupas, e novamente tentar por um fim na relação.

“Ela já tinha me dito que ele só vivia ameaçando e batendo nela, porém ele sempre omitia. Até para mim mesmo, ele dizia que ia matar ela”, contou a dona de casa.

A mãe da vítima também esclareceu que a família tem sido alvo de ameaças por parte do Anderson. “Todo o tempo ele tá ameaçando minha família. Ele disse também, por meio de mensagem, que se a polícia fosse até a casa dele, era pra irem preparados com colete que ele já estava preparado”.

O velório de Jucineia da Silva Teixeira está ocorrendo numa igreja no bairro Monte das Oliveiras.

Publicidade
Publicidade