Publicidade
Manaus Hoje
FLAGRANTE

Mulher com 7 kg de drogas em mala é presa ao tentar embarcar no aeroporto de Manaus

A mulher receberia mil reais para fazer o transporte dos entorpecentes até o Rio de Janeiro. Mas acabou sendo presa em flagrante no saguão do aeroporto 28/10/2017 às 11:50 - Atualizado em 28/10/2017 às 12:05
Show mulher com droga
A mulher afirmou que estava arrependida (Foto: Gilson Mello)
Danilo Alves Manaus (AM)

Graciele Araújo Moreira, 30, foi presa na madrugada deste sábado (28), no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, suspeita de tentar embarcar para o Rio de Janeiro com 7 quilos de drogas escondidas dentro de uma mala. Segundo o diretor do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), Guilherme Torres, a mulher receberia mil reais para fazer o transporte dos entorpecentes.

Conforme Guilherme, por volta de meia-noite, os agentes da DRCO conseguiram deter a suspeita em flagrante no saguão do aeroporto. A prisão ocorreu após desdobramento de uma investigação feita pelo departamento em conjunto com a Secretaria-Executiva Adjunta de Inteligência (Seai).

“Essas ações fazem parte do novo plano de segurança da SSP. Nós já investigávamos essas pessoas, que são conhecidas como ‘mulas do trafico’. Descobrimos que todas as suspeitas investigadas são mulheres. Por isso, resolvemos intensificar as atividades e conseguimos prendê-la”, disse.

Ainda segundo Guilherme, a mulher é do município de Santarém, no Pará, e chegou há um mês na capital. Os traficantes entraram em contato com ela por meio de mensagens de WhatsApp.

“No dia do crime, ela recebeu uma mensagem informando que a mala com as drogas estaria em um local próximo à rodoviária. Ela pegou o objeto e depois foi para o aeroporto de Uber. Não temos certeza se a mala passaria pelo raio-x do aeroporto, mas os entorpecentes estavam bem escondidos. Depois que tentou ir até o portão de embarque, nossa equipe abordou e abriu a mala com drogas dentro de um sala reservada”, contou.

Graciele confessou o crime, mas disse que tinha se arrependido antes mesmo de tentar transportar as drogas. Ela contou que chegou a ser ameaçada por traficantes.  

“Tenho três filhos que estão em Santarém com o pai. Eu estou desempregada e aceitei a proposta. Só que me arrependi e tentei desistir. O rapaz da mensagem escreveu que me mataria, caso não desse continuidade ao plano. Foi então que fiz isso”, explicou.

A suspeita disse, ainda, que quando chegasse no Rio, a mala seria entregue para um homem. O ponto de encontro era o hotel que ela ficaria hospedada. 

Graciele responderá criminalmente por tráfico de drogas e associação ao tráfico e deve seguir para a audiência de custódia.

Publicidade
Publicidade