Sábado, 20 de Julho de 2019
FLAGRADA

Mulher é presa no Aeroporto de Manaus tentando levar droga para Florianópolis

Ela portava dois quilos de maconha tipo skunk amarrados ao corpo. A mulher, de 19 anos, disse que estava desempregada e queria arrecadar R$ 10 mil



1e968163-922f-45e7-860c-5ab6bbee0c33.JPG
11/02/2018 às 17:22

Uma mulher, de 19 anos, foi presa pela Polícia Federal (PF) na manhã de sábado no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, com dois quilos de maconha, tipo skank, presa ao corpo. Moradora do bairro Jorge Teixeira, Zona Leste de Manaus, ela tinha como destino Florianópolis (SC) e revelou que esperava ganhar cerca de R$ 10 mil com a venda da droga.

“Ela disse que estava desempregada, comprou a droga para pagar depois, ia para Florianópolis passar o Carnaval, vender a droga e pagar o fornecedor. “Dois quilos de maconha prensada é muita droga. Pela quantidade, não era para consumo, era para tráfico, mesmo”, acredita o delegado da PF, Marcelo Dias, responsável pelo interrogatório e abertura do inquérito da acusada.

Há cinco dias ela esteve em Florianópolis e retornou a Manaus para pegar os entorpecentes. Um quilo estava preso com fita adesiva nas costas e outro na região do abdômem.

Ao ser interrogada, a acusada disse que tinha uma comparsa e que esta conseguiu embarcar minutos antes, com o mesmo destino. “Não sabemos se a outra mulher também levava droga, mas, imediatamente comunicamos a Polícia Federal de São Paulo, onde o voo fazia escala, para interceptá-la”, adiantou o delegado.

A presa, cujo nome ainda não pode ser revelado, foi autuada em flagrante, levada ao Instituto Médico Legal (IML) para fazer exame de corpo de delito e, em seguida, encaminhada à Justiça para se submeter à audiência de custódia.

Dependendo do resultado da audiência, ela pode ser encaminhada à penitenciária ou responder pelo crime de tráfico de drogas em liberdade. De acordo com a legislação ela pode ser condenada à pena de cinco a 15 anos de prisão.

O delegado suspeita de que não é a primeira vez que a acusada pratica esse tipo de crime, até porque já chegou à sede da Polícia Federal acompanhada de uma advogada. Aberto o inquérito, a polícia vai tentar descobrir se não existem outras pessoas envolvidas.

Balanço

Segundo o delegado Marcelo Dias, em 2017, foram apreendidos no Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, mais de uma tonelada de drogas e 113 pessoas presas tentando embarcar com entorpecentes. “É um trabalho de ‘formiguinha’ mas que tem dado resultado. Com o mercado de trabalho reduzido, as pessoas encontram, no tráfico, uma saída para resolver seus problemas financeiros. É unir o útil ao agradável”.

Receba Novidades

* campo obrigatório

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.