Quarta-feira, 03 de Junho de 2020
PRISÃO

Mulher se passava por funcionária da Suhab para aplicar golpe imobiliário

De acordo com policiais civis, Heloísa de Menezes, 36 anos, cobrava às vitimas entre R$1.500 e R$2.000 para facilitar aquisição de imóveis. A suspeita foi conduzida à sede do 12º DIP, onde foi autuada em flagrante pelo crime de estelionato



WhatsApp_Image_2020-03-10_at_15.14.38_541BDB5F-0BB0-4BED-9A29-41E14AD81943.jpeg Foto: Divulgação
10/03/2020 às 15:48

Heloísa Araújo de Menezes, 36 anos, foi presa no início da tarde desta terça-feira (10), por aplicar golpes de facilitação de moradia em, aproximadamente, 40 pessoas na cidade de Manaus.

Segundo as investigações do 12º Distrito Integrado de Polícia (DIP), a suspeita dizia às vitimas que era funcionária da Superintendência Estadual de Habitação (Suhab) e efetuava o crime.



De acordo com policiais civis do 12° DIP, Heloísa já havia sido presa em 2016, pelo mesmo crime. Na ocasião, o marido dela e um comparsa do casal foram detidos.  Ainda conforme os policiais civis, a suspeita utilizava um cadastro funcional da Suhab e oferecia serviços de facilitação em programas como o 'Minha Casa, Minha Vida'.

"A suspeita efetuava cobranças de valores entre R$1.500 e R$2.000", disse a polícia. A infratora foi conduzida à sede do 12º DIP, onde foi autuada pelo crime de estelionato. A polícia ainda espera mais vítimas se apresentaram ao DIP para colaborar com as investigações.

Após o procedimento na unidade policial, Heloísa foi encaminhada para Audiência de Custódia, no Fórum Ministro Henoch da Silva Reis, no bairro São Francisco, Zona Centro-Sul de Manaus. 

News fe58c969 f689 427d bdc3 fb9389c2f509 adee0aa5 fa35 42f7 850c 32125f8d473c
Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.