Quinta-feira, 28 de Maio de 2020
operação Contra-Ataque

Oito pessoas são presas após ameaça de morte a policiais militares da Compensa

Ao menos 150 kg de drogas foram apreendidos, além de duas armas de fogo, munições e dois veículos na operação 'Contra-Ataque'. As investigações iniciaram após PMs da Compensa terem sofrido ameaças de facções criminosas da região



96c20b2a-2a0b-47d7-a72d-4bea888e96b3_98FBA9AD-A818-459D-9335-56EC64038C90.jpg Foto: Divulgação
15/05/2020 às 11:45

Oito membro de uma organização criminosa foram presos, e 150 quilos de drogas apreendidos, além de duas armas de fogo, munições e dois veículos, na operação Contra-Ataque, deflagrada ao longo de quinta-feira (14). As investigações começaram depois que policiais militares do bairro Compensa, Zona Oeste de Manaus, sofreram ameaças de morte de uma organização criminosa atuante no estado. 

A operação foi deflagrada no município de Iranduba, distante 27 quilômetros em linha reta da capital, e nos bairros Compensa e Petrópolis, situados nas Zonas Oeste e Sul, respectivamente. Dentre os entorpecentes apreendidos, havia maconha e pasta-base de cocaína. 



As drogas vieram do município de Tabatinga, distante 1.108 quilômetros em linha reta de Manaus. 

Segundo a delegada Marna de Miranda, diretora-adjunta do Departamento de Repressão ao Crime Organizado (DRCO), a ação, que começou há cerca de dois meses, surgiu como uma reação às ameaças feitas aos agentes públicos. 

“Foram prisões consideráveis no cenário de combate ao narcotráfico”, disse a autoridade policial. 

Presos e materiais apreendidos  

Foram presos em flagrante: Assis Curico da Silva, 55, conhecido como “Vovô”; Jader Vasques Sevalho, 39; Marcelo dos Santos Farias, 32, conhecido como “My Love”; Wallace Rafael Castro de Almeida, 34, “Bolt”; Samuel Carvalho da Silva, 24, e Ana Cristina Façanha Neves, de 34 anos.

Renald Pereira da Silva e Francisco Ricardo Castro de Almeida foram presos em cumprimento de mandados de prisão temporária. Além do flagrante, Wallace também possuía mandado de prisão temporária no nome dele. 

No município de Iranduba, as equipes policiais encontraram os 150 quilos de entorpecentes. Um dos carros apreendidos era um Fiat Toro de cor cinza e placas PHD – 6596, e um Ford KA de cor branca e placas QZB–8B08.

Uma das armas de fogo era uma pistola de calibre 380, com oito munições do mesmo calibre, intactas, enquanto que a outra era um revólver de calibre 38, com numeração suprimida. 

Também foi apreendida uma canoa com um motor rabeta, que foi usada para transporte das substâncias ilícitas. 

Encaminhamentos

Assis, Jader, Marcelo e Wallace foram autuados em flagrante pelo crime de organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico de drogas. Samuel foi autuado em flagrante por posse de arma de fogo de uso restrito e organização criminosa. Ana Cristina foi autuada em flagrante por porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. 

Renald, Francisco Ricardo e Wallace também foram indiciados pelos crimes de organização criminosa, tráfico de drogas e associação para o tráfico. 

Os presos serão levados à Central de Recebimento e Triagem (CRT).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.