Domingo, 05 de Dezembro de 2021
INTERIOR

Pais de vítimas de chacina são encontrados mortos em canoa, em Codajás

Francisco da Silva Rosas, a esposa Ana Maria Araújo Lima e as duas filhas; Janaína Lima Rosas, 18 e Ana Paula Lima Rosas, 14 foram encontrados mortos após saírem para pescar



Sem_titulo__2__C313942C-895D-40AF-A3AA-1745734240AB.jpg Foto: Reprodução/Internet
27/10/2021 às 14:17

Duas canoas, cada uma com dois corpos, assim foi encontrada a família, pai, mãe e as duas filhas, que saíram para pescar no domingo e não retornaram mais. 
Elas foram mortas a golpes de terçado  provavelmente por piratas de rios. Ate o momento três suspeitos foram presos. As vítimas da chacina de Codajás foram identificadas como Francisco da Silva Rosas e a esposa Ana Maria Araújo Lima e as duas filhas; Janaína Lima Rosas, 18 e Ana Paula Lima Rosas, 14. O casal morava em flutuante há quase 20 anos na Boca do Rio Badajós, 30 minutos de lancha rápida da sede do município.

As vítimas teriam sofrido um ataque de piratas do rio enquanto pescavam. Conforme a gestora da delegacia de Codajas Ana Cristina elas foram mortas de forma violenta, a golpes de terçado pelo corpo.

Ontem foram encontrados os corpos das filhas na localidade Boca do Badajós, rio Amazonas, município de Codajas e hoje pela manhã, foram encontrados os pais. Os corpos foram levados para a sede do município.

A Polícia Civil instaurou inquérito policial para investigar o crime e também vai fazer buscas para identificar e prender os autores dos homicídios.

De acordo com o tenente  Aldrin da Polícia Militar de Codajás, os  piratas de rios são em grade número, tem lanchas potentes e poderio bélico superior ao usado pela polícia.



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.