Terça-feira, 12 de Novembro de 2019
PRISÃO

Participantes de fanfarra são presos acusados de furtar tablets de escola

Para a polícia, um dos envolvidos confessou que havia furtado os aparelhos na escola onde prestava serviço comunitário e que tinha vendido alguns deles por R$ 100



7777777777.jpg (Foto: Jander Robson)
20/06/2017 às 14:03

Os voluntários de fanfarra Luciano da Silva Santos, 27, e Márcio José de Souza Barata, 32, foram presos nesta segunda-feira (19), em Manaus, acusados de terem envolvimento com furtos de tablets de uma escola estadual localizada no bairro Zumbi, na Zona Leste da capital.

Durante as investigações mais três pessoas identificadas como Jair dos Santos Costa, 21, Jhonatan Coelho da Silva, 22, e Talia Suzana dos Santos da Silva, 19, também foram presos.



De acordo com a polícia, as prisões iniciaram após a equipe de investigação do 29º Distrito Integrado de Polícia (DIP) irem até uma residência na rua Seringal, atender uma ocorrência de tráfico de drogas.

No local Jair foi preso com 217 trouxinhas de entorpecentes. Um tablet identificado com o logo da Secretaria de Estado de Educação (Seduc) também foi encontrado no local e, ao ser perguntado sobre o aparelho, o rapaz disse que Talia tinha levado ao local para pagar uma dívida. Na casa de Talia, na mesma rua, os investigadores encontraram mais um tablet.

Questionado sobre os eletrônicos, a mulher disse que havia ganhado de Luciano e indicou uma casa no bairro Zumbi, na qual eles se encontraram para fazer sexo em troca de dinheiro e dos aparelhos. No local, que era alugado por Márcio, a polícia encontrou mais dois aparelhos.

Luciano confessou que havia furtado os aparelhos na escola onde prestava serviço comunitário e que tinha vendido alguns deles para Márcio, pelo valor de R$ 100, cada um. Todos foram levados à delegacia para os procedimentos legais.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.