Sexta-feira, 24 de Janeiro de 2020
MORTE

Pedreiro conhecido como ‘Pipoca’ é executado com dois tiros no rosto

De acordo com a polícia, o crime aconteceu por volta das 18h30 deste domingo, enquanto a vítima dormia em uma rede



pipoca.jpg Local onde 'Pipoca' foi morto (Foto: Jander Robson)
17/07/2017 às 11:40

O pedreiro Ederson Barros Vilena, 33, o "Pipoca", foi executado com dois tiros no rosto dentro de um sitio localizado na alameda A, comunidade Nobre, bairro Santa Etelvina, zona Norte de Manaus. O fato aconteceu por volta das 18h30 deste domingo, enquanto a vítima dormia em uma rede.

Conforme o caseiro do local, Manoel Braga, 48, "Pipoca" teria chegado ao local embriagado e pedido para deitar na rede. "Ele já estava dormindo quando chegaram aqui e o mataram. Eu já estava dentro de casa dormindo quando ouvi os tiros. Ao sair de casa só vi os dois autores pulando a cerca e fugindo, mas estava escuro, não deu para ver quem eram", disse.



Segundo foi relatado pela família à polícia, o rapaz usava drogas e o local onde foi morto é frequentado por usuários. A Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) investiga a autoria do crime.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.