Quinta-feira, 27 de Junho de 2019
ZONA NORTE

Pedreiro é assassinado a tiros em rua do bairro Cidade de Deus

Testemunha informou que Jorgeano Teixeira Laranjeira, 31, foi morto no momento que retornava de um supermercado



v_tima_D2176092-715E-402F-A064-99E2A067487E.JPG Familiares de Jorgeano durante velório. Foto: Sandro Pereira
25/05/2019 às 13:25

O pedreiro Jorgeano Teixeira Laranjeira, 31, foi morto a tiros na noite de ontem (24), na rua Canário, no conjunto Cidade de Deus, Zona Norte.

Uma testemunha afirmou que, por volta das 20h30, Jorgeano voltava do supermercado na companhia da esposa e dos dois filhos quando uma motocicleta se aproximou. O carona do veículo então disparou três tiros. Um projétil teria trespassado a cabeça da vítima.

"Escutei os disparos e corri para a porta de casa. O corpo dele estava caído na rua. A mulher gritava por socorro enquanto as crianças corriam", relatou a fonte.

Uma ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionada, mas, ao chegar ao local, Jorgeano já estava morto. Policiais da 14° Companhia Interativa Comunitária (Cicom) e da Ronda Ostensiva Cândido Mariano (Rocam) atenderam a ocorrência.

A tia de Jorgeano, Aldenize Laranjeira, 52, disse que, apesar do vício em pasta base de cocaína, o sobrinho não tinha histórico de casos violentos. "Era um homem trabalhador, que executava serviços avulsos", conta. "Ele havia se mudado ontem para uma quitinete, depois que vendemos a casa onde meu sobrinho morava com a mãe desde os dez anos de idade, na rua Bem Te Vi", acrescentou.

Aldenize disse que o caso está em fase de investigação sigilosa pela polícia, por isso evitou dar mais detalhes. O corpo de Jorgeano está sendo velado neste sábado (25), na casa de uma amiga da vítima, localizada a poucos metros do local do assassinato.

Receba Novidades

* campo obrigatório
Repórter freelancer de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.