Sábado, 15 de Maio de 2021
APós chuva

Perícia deve explicar rompimento de muro em abrigo para venezuelanos

De acordo com a Defesa Civil do Município, oito pessoas foram removidas para unidades de saúde. Dentre as vítimas, uma grávida, e um bebê.



181347226_10225990765860259_4331973341052995610_n_AB490EEB-7927-457B-B6D8-F5E421E57B62.jpg Foto: Junio Matos
03/05/2021 às 16:05

A forte chuva desta segunda-feira (3), causou prejuízos no Posto de Interiorização e Triagem de Manaus (PITRIG), localizado no bairro da Paz, na Avenida Torquato Tapajos. Um igarapé transbordou nas proximidades do local, alagou um terreno particular, e um muro caiu na tenda no momento em que estavam sendo realizadas as triagens. Segundo o Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), três pessoas ficaram feridas.

O tenente Galeno, do Corpo de Bombeiros disse que foram acionados para o Centro de Triagem no início da tarde. A informação é que o local estava totalmente alagado, e que poderiam ter pessoas soterradas.

“Houve uma suspeita de vítimas soterradas, pois o muro desabou por conta da força da água, mas essa informação não procede. Três pessoas se machucaram com escoriações leves, dentre elas, um militar, uma moça que machucou o tornozelo e uma outra pessoa que ainda não tenho informações, mas que está bem” informou Galeno.

O tenente explicou que um igarapé das proximidades transbordou, mas não foi na área do posto.

“O igarapé realmente transbordou, mas não foi nessa área. Atingiu apenas um terreno aqui ao lado, que a água não tinha como escoar e acumulou. Por conta disso o muro caiu na tenda”. Enfatizou o tenente.

De acordo com a Defesa Civil do Município, oito pessoas foram removidas para hospitais e pronto-socorros. Dentre as vítimas, uma grávida, e um bebê.

O vice-prefeito e titular da Secretaria Municipal de Infraestrutura (Seminf), informou que a perícia foi acionada para saber o que realmente ocasionou o rompimento do muro.

“Estamos aguardando a chegada de um perito para que a gente possa ter um laudo embasado tecnicamente, e assim ter uma noção do que aconteceu, já que há informações que não teria sido o igarapé, e sim o terreno particular que teve um acúmulo de água” disse Rotta.

O coronel Arnoldo, do Exército, comunicou que na hora do ocorrido tinham cerca de 40 imigrantes na tenda, que foram direcionados aos abrigos municipais em parceria com governo e exército.

“Nesse momento essas pessoas se encontram na nossa base de operações, estamos prestando apoio médico. Dois militares estão sendo atendidos, mas o caso deles não é grave” relatou o coronel. 



Repórter de A Crítica

Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.