Terça-feira, 18 de Maio de 2021
Tráfico de Drogas

'Pirata' de 22 anos que roubava drogas na tríplice fronteira é preso em Manaus

Wugecirley Peres Lopes, 22, conhecido como “Gambiarra”, é apontado como um dos maiores piratas de rio do estado



WhatsApp_Image_2021-03-31_at_17.45.04_5FE93397-6A65-422C-89F8-CDC12BB23D66.jpeg Foto: Filipe Távora
31/03/2021 às 17:51

Wugecirley Peres Lopes, 22, conhecido como “Gambiarra”, foi preso na casa dele, situada na rua seis do bairro Jorge Teixeira, na Zona Leste de Manaus, na tarde desta quarta-feira (31). Ele é apontado como um dos maiores piratas de rio do estado, segundo a Secretaria de Segurança do Estado do Amazonas (SSP-AM). 

Conforme o capitão Aldivan Rodrigues, da Rondas Ostensivas Cândido Mariano (Rocam), “Gambiarra” atuava criminalmente nas regiões do Rio Solimões. “Ele morou oito anos na Colômbia e tem muitos contatos de lá que repassam informações sobre transporte de drogas”, disse.



Com essas informações, “Gambiarra” roubava embarcações contendo entorpecentes, conforme o capitão. Wugecirley transitava, majoritariamente, em regiões situadas entre os municípios de Coari e Tefé. “Ele estava em Manaus há cerca de um mês após a ocorrência de um conflito entre ele e uma organização criminosa à qual ele faz parte”, relatou Aldivan. 

Em seu modo de ação criminoso, Wugecirley utilizava lanchas de motor potente para se deslocar a regiões da tríplice fronteira entre Brasil, Peru e Colômbia. O objetivo de “Gambiarra” era o de interceptar embarcações pilotadas por colombianos, peruanos ou brasileiros, de acordo com Aldivan. “Muitas vezes, [os piratas] matam os indivíduos que transportam as drogas e tomam os entorpecentes para revendê-los a facções criminosas”, afirmou. 

O apelido de Wugecirley deriva da capacidade dele de consertar motores náuticos, conforme Aldivan. 

Ainda de acordo com o capitão da Rocam, “Gambiarra” iniciou as práticas criminosas aos 18 anos, por influência do pai, que também praticava “pirataria”. “Essas ações de consertar motores e roubar drogas em rios foram passadas de pai para filho”, disse. 

A polícia apreendeu com Wugecirley: um fuzil AR15, um fuzil 7.62, uma submetralhadora INA .45, três armas de calibre 12, quatro pistolas e coletes balísticos. 

Conforme a SSP-AM, “Gambiarra” possui dois mandados de prisão em aberto e foi pego com dez armas de fogo. “Gambiarra” foi levado ao 14° Distrito Integrado de Polícia (DIP).


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.