Publicidade
Manaus Hoje
Assassinato

Adolescente confessa que atirou em professora porque ela reagiu ao assalto

O mototaxista Felipe da Silva dos Santos, o "Pedrinha", e um adolescente de 17 anos de idade foram apontados como os assassinos da professora Rocicleide Saraiva de Souza, durante uma tentativa de assalto no conjunto Ajuricaba 11/04/2016 às 11:55 - Atualizado em 11/04/2016 às 13:54
Show policiais
Os suspeitos confessaram o crime e disseram que o adolescente fez o disparo porque a vítima reagiu (foto: Joana Queiroz)
Joana Queiroz Manaus (AM)

A Polícia Civil apresentou na manhã desta segunda-feira (11), o mototaxista Felipe da Silva dos Santos, o "Pedrinha", 22, e um adolescente de 17 anos de idade como sendo os assassinos da professora Rocicleide Saraiva de Souza, 40, assassinada no dia 8 deste mês em via pública no conjunto Ajuricaba, na Zona Centro-Oeste.

Os suspeitos confessaram o crime e disseram que o adolescente fez o disparo porque a vítima reagiu e que o menor ainda atirou contra a colega da vítima, mas a arma não disparou.


Na foto, professora Rocicleide Saraiva de Souza

Felipe foi preso por policiais da Delegacia Especializada em Homicídios e Sequestros (DEHS) na sexta-feira (8), no bairro da Paz, e o adolescente no conjunto Jardim de Versalles, no bairro Planalto, por policiais do 10° Distrito Integrado de Polícia (DIP), depois que o titular Abrahão Serruia  ofereceu recompensa no valor de R$ 1 mil para quem informasse o paradeiro do menor.

No domingo (10) pela manhã, o delegado recebeu informações do local onde o infrator estava na casa da mãe no conjunto Versalles onde foi preso. O delegado disse que o dinheiro da recompensa foi pago com o dinheiro dele e que fez isso por questões humanitárias.

Publicidade
Publicidade