Publicidade
Manaus Hoje
CADÁVER

Polícia Civil investiga assassinato de homem por indígenas no município de Manaquiri

A motivação do crime seria porque a vítima teria ido à comunidade indígena com mais dois rapazes para furtar pés de maconha 19/12/2017 às 12:12
Show 1513699870778812
Foto: Divulgação
Dani Brito Manaus (AM)

O Instituto Médico Legal (IML), em Manaus, recebeu nesta segunda-feira (18) um cadáver esquelético vindo do município de Manaquiri, a 60 quilômetros em linha reta da capital. A vítima foi identificada como Bruno Rodrigues Neves, 22, morto por indígenas em Manaquiri, segundo a Polícia Civil.

De acordo com o gestor da delegacia do município, Gonzaga Júnior Gomes, o homem foi morto há cerca de 25 dias  nas proximidades de uma comunidade indígena. “Recebemos a denúncia de que índios teriam matado este rapaz e deixado naquela localidade, que é de difícil acesso. A motivação do crime seria porque a vítima tinha ido a aldeia juntamente com mais dois rapazes furtas pés de maconha”, disse.

A ação de resgate do corpo contou com apoio do Grupo Força Especial de Resgate e Assalto (Fera), além da Polícia Federal e de policiais civis da Delegacia Integrada de Polícia (DIP) do município de Manaquiri.

Ainda segundo o investigador as investigações devem continuar para tentar prender os dois suspeitos do crime e da possível plantação de maconha dentro da comunidade. “Temos a informação de que os autores são dois índios, mas eles estão foragidos. Vamos com o apoio da Funai investigar ainda esta suposta plantação de maconha”, destacou Gonzaga.

O corpo de Bruno, por estar em estado de esqueletização foi encaminhado ao setor de antropologia do IML para passar por exames da arcada dentária. Após a confirmação da identificação o corpo será liberado para os familiares.

Publicidade
Publicidade