Publicidade
Manaus Hoje
OPERAÇÃO

Polícia Civil prende 15 pessoas por tráfico, estupro de crianças e homicídios em Manaus

Entre eles está um pistoleiro do PCC, que segundo a polícia é responsável por vários assassinatos. Com eles foram apreendidas até granadas das Forças Armadas e fuzil 19/10/2018 às 13:58
Show 50af4824 9a2b 406c afcb 422dd960de80 005d595a d90b 469c 9e18 730f08384750
Foto: Divulgação
Márcia Monteiro Manaus (AM)

Quinze pessoas foram presas na manhã de sexta-feira (19), em Manaus, por crimes distintos, como homicídio, tentativa de homicídio, estupro de crianças, tráfico de drogas, posse e porte ilegais de arma de fogo. As prisões ocorreram através de mandados judiciais durante a Operação Saturação, deflagrada na Zona Leste da cidade.

Entre os presos está um pistoleiro da facção criminosa Primeiro Comando da Capital (PCC), que segundo a polícia é responsável por vários assassinatos na capital amazonense. O secretário de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), coronel Amadeu Soares, afirmou que agora serão comuns operações policiais em todas as áreas da capital.

Diversos crimes

Entre os presos está um pistoleiro do PCC identificado como Felipe Batista Ribeiro, de 30 anos, vulgo “Anjinho”. Ele foi capturado no bairro Ponta Negra durante abordagem em um veículo Mercedez. Segundo a polícia, “Anjinho” estava no carro com mais três pessoas, que também foram presas. São elas Jacklyne Pedrosa, Thiago Pires “Magrelo” e Samuel Amaral Farias. Este último, inclusive, ficou ferido durante uma troca de tiros com a polícia e foi encaminhado ao Hospital e Pronto-Socorro João Lúcio, na Zona Leste.

Também foram presos Philipe Pimenta, Francisco dos Santos da Costa e Athirson Barbosa pelo crime de homicídio; Rodrigo da Silva Ferreira pelo crime de tentativa de Homicídio, e Francisco Almeida dos Santos por estupro de vulnerável.

Carlos Augusto Correa, Tárcio Renan da Costa, Serito Freitas e Márcio Henrique dos Santos foram pegos por tráfico de drogas; Julio Cesar Gomes foi preso por posse ilegal de arma de fogo; e Felipe Castro foi capturado por tráfico de drogas e porte ilegal de arma de fogo.

Apreensões de armas

Foram apreendidas várias armas de fogo, entre elas um fuzil 556, granadas de uso exclusivo das Forças Armadas, porções de skunk, oxi e cocaína, um caderno de anotações do tráfico, balanças de precisão, coletes balísticos, 172 munições e seis carregadores de fuzil.

Os presos serão encaminhados ao Centro de Detenção Provisória (CDPM), localizado na rodovia federal BR-174. Já os que foram pegos em flagrante serão levados para a audiência de custódia.

Publicidade
Publicidade