Sexta-feira, 22 de Novembro de 2019
Desaparecida

Polícia Civil procura informações que levam ao paradeiro de universitária

Alessandra Carvalho Ribeiro Freitas, 23, está desaparecida desde à tarde do dia 7 de abril deste ano. De acordo com o marido dela, Francisco Jean Cosmo de Freitas, Alessandra estava com sintomas de depressão pós-parto



desaparecida.JPG No dia em que desapareceu, Alessandra saiu da casa onde mora informando que iria fazer uma visita ao pai, que estaria doente e mora em Itacoatiara / Foto: Divulgação
08/06/2016 às 17:28

A Polícia Civil do Amazonas, por meio da Delegacia Especializada em Ordem Política e Social (Deops), solicita a colaboração de todos na divulgação da imagem da estudante universitária Alessandra Carvalho Ribeiro Freitas, 23, desaparecida desde à tarde do dia 7 de abril deste ano.

De acordo com o marido dela, Francisco Jean Cosmo de Freitas, Alessandra estava com sintomas de depressão pós-parto. No dia em que desapareceu, Alessandra saiu da casa onde mora informando que iria fazer uma visita ao pai, que estaria doente e mora em Itacoatiara, município distante 176 quilômetros em linha reta da capital.  Desde então ela não foi mais vista.



A jovem é moradora da rua Rodolfo Teófilo, bairro Novo Aleixo, Zona Norte de Manaus. Ela possui as seguintes características: é parda, possui estatura mediana, cabelos longos e pretos. A desparecida tem o desenho de três borboletas tatuado nos ombros.  

Quem puder colaborar com informações que levem ao paradeiro dela, entrar em contato com os servidores da Deops pelo número: (92) 3214-2268. Para falar com os familiares da desaparecida, ligar para o número: (9p2) 98853-9533.

A Deops está situada nas dependências da Delegacia Geral, localizada na Avenida Pedro Teixeira, nº 180, bairro Dom Pedro, em frente ao Centro de Convenções (Sambódromo), Zona Centro-Oeste da cidade.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.