Segunda-feira, 25 de Maio de 2020
OPERAÇÃO

Polícia desarticula quadrilha que clonava carros em Manaus

Na ação policial, dois homens foram presos. A estimativa é de que cerca de 80% dos veículos roubados ou furtados no Amazonas passem pelas mãos de integrantes da quadrilha



92895515_10222410532396660_512691800901681152_o_B3CCA87F-EF94-40FA-95B9-332FC1745EDE.jpg Foto: Divulgação
09/04/2020 às 14:56

Clauber Ferreira Magalhães, 29, e Joel Martins Ramos, 28, foram presos, nesta quarta-feira (8), apontados como integrantes de uma das maiores quadrilhas de clonagem de veículos atuantes no Amazonas. Clauber foi classificado como o segundo maior criminoso no ramo de remarcações e clonagem de veículos no estado, segundo o delegado Cícero Túlio, titular da Delegacia Especializada em Roubos e Furtos de Veículos (Derfv).

Na quadrilha, a função de Clauber era a de encontrar possíveis compradores para os veículos clonados, enquanto que Joel era responsável por armazená-los em um local seguro, conforme Túlio.



Ainda de acordo com a autoridade policial, a estimativa é de que cerca de oitenta por cento dos veículos roubados ou furtados no Amazonas passem pelas mãos de Clauber, antes de serem clonados e revendidos para outras pessoas.

O delegado apontou Clauber como sendo discípulo do ex-presidiário Jerson Rodrigues Ferreira, qualificado pela autoridade policial como sendo o maior criminoso de remarcações e clonagem de veículos do Amazonas.

Início das investigações

As investigações iniciaram depois que um empresário, dono de uma oficina de automóveis situada no bairro Zumbi, entrou em contato com a polícia após sofrer ameaças de Clauber. “A quadrilha passou a arquitetar a morte desse empresário depois que ele se negou a ceder a oficina dele para que a quadrilha pudesse realizar a clonagem de outros veículos”, informou Túlio.

Além de ter se negado a oferecer o espaço do estabelecimento comercial aos criminosos, o empresário também havia se negado a pagar a quantia de R$ 5 mil à quadrilha. Os criminosos começaram a cobrar o valor à vítima depois que a Polícia Civil (PC) apreendeu um dos carros roubados e clonados por Clauber em frente à oficina do homem, em 2019.

A morte do empresário foi ordenada por Jerson, que se encontra em liberdade, após decisão judicial. A equipe da Derfv dará continuidade às investigações para prender Jerson, já que investigações apontam que ele esteja praticando crimes de clonagem de veículos no estado.

O suspeito havia sido preso na operação “Guilhotina”, deflagrada ano passado. Na época da operação, a PC teve acesso a áudios pelos quais foi constatado que Jerson compartilhou métodos de clonagem de automóveis a diversos criminosos de Manaus, incluindo Clauber.

Prisões

Clauber foi preso no bairro Flores, na Zona Centro-Sul da capital, enquanto que Joel teve o mandato de prisão cumprido no Zumbi dos Palmares, situado na Zona Leste.

Durante a prisão, Clauber confessou a participação na quadrilha e indicou a localização de Joel, além de outros três veículos clonados por eles, sendo: um Gol, da montadora Volkswagen; um HB20, da Hyundai e um Polo Sedan, também da Volkswagen.

Além dos automóveis, a polícia também apreendeu instrumentos para remarcações de sinais identificadores e diversos documentos de veículos, encontrados em posse de Clauber.

Clauber e Joel foram autuados em flagrante por receptação, adulteração de sinal identificador e associação criminosa. Clauber responderá, também, por extorsão. A dupla será levada à audiência de custódia, que será feita por vídeoconferência.


Mais de Acritica.com

Sobre Portal A Crítica

No Portal A Crítica, você encontra as últimas notícias do Amazonas, colunistas exclusivos, esportes, entretenimento, interior, economia, política, cultura e mais.