Publicidade
Manaus Hoje
CIDADE DE DEUS

Polícia faz buscas por homem suspeito de estuprar e roubar mulheres na Zona Norte

Suspeito tem sido chamado pela polícia de "Maníaco do Ben Hur", conjunto onde dois crimes aconteceram 28/09/2017 às 17:36 - Atualizado em 28/09/2017 às 17:38
Show maniaco
Foto: Reprodução
Oswaldo Neto* Manaus (AM)

A Polícia Civil abriu investigação para identificar um homem suspeito de cometer roubos, cometido um estupro e tentado abusar de mulheres no bairro Cidade de Deus, Zona Norte de Manaus. Ele tem sido chamado pela polícia de “Maníaco do Ben Hur”, conjunto residencial onde dois dos crimes aconteceram. O caso foi registrado no 13º Distrito Integrado de Polícia (DIP).

As vítimas afirmam que o homem usa o mesmo método de abordagem. De acordo com os relatos, o homem se aproxima com uma bíblia por baixo do braço, pede informações de um pastor evangélico conhecido como “Fernando” e em seguida as ameaça mostrando um revólver escondido na cintura.

À TV A Crítica, uma das vítimas estupradas pelo suspeito contou como o homem agiu. A mulher, de 26 anos, contou que caminhava para o trabalho no dia 16 de setembro quando foi parada pelo homem. Pedindo informações, eles caminharam pela rua Plínio Salgado, quando o homem ameaçou matá-la caso ela não o acompanhasse até um local indicado por ele. Eles andaram até um barraco abandonado, onde o suspeito estuprou a vítima.

“Ele chegou aqui e já veio pra cima de mim. Falava que era para eu beijá-lo, não lutar, chorar e ficar calada. O medo era tão grande que não saía nada. Quando terminou, ele pediu a bolsa, tirou dinheiro, meu celular e disse que era pra eu ir embora. Se olhasse pra trás, ele me dava um tiro”, contou a mulher à TV A Crítica.

Outra vítima

Outra mulher, de 24 anos, disse que o homem fez as ameaças no mesmo dia do estupro da outra vítima. Ela saía do trabalho, no Conjunto Ben Hur, quando foi abordada pelo suspeito com uma bíblia. “Ele mostrou a arma e pediu pra eu acompanhar”, disse.

Numa área de mata, o homem teria desistido de estuprar a jovem. “Ele pediu pra eu seguir. Acho que ele me deixou ir embora porque eu fiquei pedindo pelo amor de Deus pra ele não fazer nada comigo”.

A mulher conta que pediu ajuda em uma residência, mas foi surpreendida pelo suspeito pedindo “desculpas”. “Ele disse que não ia fazer nada comigo. E no final, disse ‘lembra do que te falei’”, contou a mulher à TV A Crítica.

Buscas

Testemunhas afirmam que o homem teria cometido outros dois crimes na área, porém, a polícia não confirma os relatos. Populares afirmam que viram o homem na quarta-feira (20) passada nas imediações da Bola do Produtor, na Zona Leste.

Segundo o delegado titular do 13º DIP, Jander Mafra, somente com a identificação do suspeito será possível solicitar da Justiça um mandado de prisão. “Até o momento, temos apenas indícios como imagens de câmeras e a vítima contando. A vítima fez todos os exames que comprovam o estupro, inclusive exames com atendimento profilático, caso tenha adquirido alguma doença”, disse Mafra.

Segundo ele, o número para denúncias é o 99962-2302. A identidade é mantida sob sigilo.

*Colaborou o repórter Mário César Filho, da TV A Crítica

Publicidade
Publicidade